Falsa partida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

No desporto, uma falsa partida ou queimar a largada[1] é um movimento efectuado por um participante de uma prova, antes (ou em alguns casos depois) do sinal de partida.

Dependendo do desporto e do evento, uma falsa partida, pode resultar em desqualificação imediata do atleta, um aviso em que uma falsa partida subsequente resultará em desclassificação, ou em uma penalidade contra o atleta ou da posição da equipe em campo.

As falsas partidas são comuns nos desportos de corrida (como natação, atletismo, vela, remo, desportos a motor, etc), onde muitas vezes as diferenças de tempo são obtidas por fracções de segundo e onde a ansiedade para ter o melhor início desempenha um papel importante no comportamento dos atletas. Regra geral, as falsas partidas, são sinalizadas com um segundo sinal de partida, indicando que a prova deve ser interrompida.

Falsas partidas[editar | editar código-fonte]

Atletismo[editar | editar código-fonte]

Nas provas de velocidade a IAAF, o órgão coordenador da modalidade, criou uma regra em que se o atleta se move dentro de 0,10 segundos após a arma (o sinal de partida) ter disparado, é considerado que o atleta efectuou uma falsa partida [2].

Natação[editar | editar código-fonte]

A FINA, o órgão coordenador da modalidade, estipula que qualquer nadador que parta antes do sinal de partida, é automaticamente desclassificado.[3]

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Os pilotos já contaram com controles de largada, um componente eletrônico que permitia realizar a largada com aceleração ideal no momento correto, entretanto agora este controle está proibido[4]. Os carros são equipados com sensores[5] para que os comissários de pista identifiquem quando os pilotos queimam a largada e decidam qual punição deve ser aplicada[6]. Uma largada queimada decorrente de um erro do piloto sem a assistência eletrônica ocorreu no Grande Prêmio da Bélgica de 2011, no qual o piloto Pastor Maldonado foi punido pelos comissários perdendo cinco posições na corrida seguinte da temporada. O próprio piloto alegou que queimou a largada pois a embreagem escorregou antes que fosse dado o sinal de partida[7].

Referências

  1. «"Homem da largada" em Londres diz que não teria medo de desqualificar Usain Bolt». 22 de julho de 2012. Consultado em 24 de janeiro de 2015. 
  2. «Livro de regras de 2008 da IAAF» (PDF). Chapter 5, Rule 161 Part 2. Consultado em 4 de agosto de 2012. 
  3. «FINA regra SW 4.4». Fina.org. 23 de setembro de 2009. Consultado em 4 de agosto de 2012. 
  4. «Power unit / gearbox». Formula 1. Consultado em 24 de janeiro de 2015.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)
  5. «Glossary». Formula 1. Consultado em 24 de janeiro de 2015.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)
  6. «Driver penalties». Formula 1. Consultado em 24 de janeiro de 2015.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)
  7. «Belgian GP: Pastor Maldonado gets double grid penalty for Timo Glock crash and jump-start». Autosport.com. 2 de setembro de 2012. Consultado em 24 de janeiro de 2015.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)