Faustino Fudut Imbali

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Faustino Fudut Imbali (1956) é um político de Guiné-Bissau, tendo assumido o posto de primeiro-ministro de 21 de março de 2001 a 9 de dezembro de 2001.

Imbali concorreu como candidato à presidência do país nas eleições de 28 de novembro de 1999, alcançando apenas o terceiro lugar com 8,22% dos votos.[1]

Embora tenha sido amplamente noticiada sua morte em junho de 2009, junto às notícias dos assassinatos do candidato presidencial Baciro Dabó e do ex-ministro da Defesa Helder Proença, chefes militares informaram que ele foi espancado e mantido sob custódia das forças de segurança nacionais.[2]

Referências

  1. «Elections in Guinea-Bissau» (em inglês). African Elections Database. Consultado em 9 de junho de 2009. 
  2. «Guinea-Bissau ex-PM severely beaten but alive» (em inglês). AFP. 6 de junho de 2009. Consultado em 9 de junho de 2009.