Federico Boyd

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Federico Boyd

Federico Augusto Boyd López (24 de setembro de 1851 - 25 de maio de 1924) foi presidente interino do Panamá de 1 de outubro de 1910 a 5 de outubro de 1910. Ele pertencia ao Partido Liberal.

Boyd era um empresário que se tornou um membro ativo da Junta Revolucionária Patriótica que lutou para obter a independência do Panamá da Colômbia. Atuou em várias posições: membro do Conselho Municipal do Panamá (1888), membro da Junta de Governo Provisório (1903), senador da Assembleia Nacional (1910), chefe de Estado do Panamá (1910), ministro das Relações Exteriores (1911-1912), embaixador e ministro na Alemanha, Holanda e Bélgica, cônsul-geral e representante comercial em Honduras e El Salvador.[1]

Seu talento como orador público levou-o a representar os interesses do Panamá perante o governo colombiano. Apresentou uma petição para obter um atraso nas negociações com o governo francês para a construção de um Canal do Panamá. Mais tarde, a sua intervenção possibilitou uma negociação com o governo estadunidense sobre a construção de um canal interoceânico através do istmo do Panamá.

Boyd morreu em Nova York em 25 de maio de 1924, sendo lembrado como um dos fundadores do Panamá.

Referências

  1. Federico Boyd. Editora Panamá América.
  • Mellander, Gustavo A.(1971) The United States in Panamanian Politics: The Intriguing Formative Years. Daville,Ill.:Interstate Publishers. OCLC 138568.
  • Mellander, Gustavo A.; Nelly Maldonado Mellander (1999). Charles Edward Magoon: The Panama Years. Río Piedras, Puerto Rico: Editorial Plaza Mayor. ISBN 1-56328-155-4. OCLC 42970390.


Precedido por
Carlos Antonio Mendoza
Primeiro Vice-Presidente do Panamá
1910
Sucedido por
Pablo Arosemena
Precedido por
Carlos Antonio Mendoza
Presidente do Panamá
1 de outubro de 1910 - 5 de outubro de 1910
Sucedido por
Pablo Arosemena