Fraates II de Pártia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Fraates II de Pártia
Nascimento Século II a.C.
Império Parta
Morte 127 a.C.
Império Parta
Progenitores Pai:Mitrídates I da Pártia
Ocupação rei

Fraates II de Pártia, filho de Mitrídates I de Pártia (171 a.C.128 a.C.), conquistador da Babilónia, governou o Império Parto desde 138 a.C.[1] até 128 a.C.. O seu império foi atacado, em 130 a.C., por Antíoco VII (138–129 a.C.), governante do Império Selêucida. Antíoco VII, no entanto, apesar do sucesso inicial, foi derrotado e morto numa grande batalha na Média, em 129 a.C., que acabou por resultar no fim do domínio dos selêucidas a este do rio Eufrates. Entretanto, a Pártia foi invadida pelos Citas, que tinham ajudado Antíoco VII. Fraates II ripostou contra esta invasão mas foi derrotado e morto.

Reinado[editar | editar código-fonte]

Fraates foi o filho e sucessor de Mitrídates I da Pártia,[2] um dos filhos de Friapácio.[3]

Ele iniciou seu reinado atacando a Síria selêucida, em retaliação aos ataques de Antíoco contra a Pártia, e ofereceu dinheiro para ter a ajuda dos citas, mas estes acharam a remuneração insuficiente, e reclamaram de terem entrado tarde demais na guerra, pedindo uma recompensa maior ou outro inimigo para atacar.[2] Ofendidos pela resposta dura de Fraates, eles atacaram a Pártia, e Fraates teve que interromper a campanha contra a Síria para defender seu país.[2]

Morte[editar | editar código-fonte]

Fraates deixou Himerus tomando conta do reino, mas este oprimiu a Babilónia e outras cidades com crueldade tirânica.[2] Fraates levou para a campanha um grupo de gregos que haviam sido capturados na guerra contra Antíoco, e que ele tratava com orgulho e severidade; porém quando os persas começaram a recuar, estes gregos se passaram para o inimigo e destruíram o exército persa e o rei Fraates.[2]

Fraates foi sucedido por seu tio Artabano I.[4]

Referências

  1. A. T. Olmstead, Cuneiform texts and hellenistic chronology
  2. a b c d e Justino, Epítome das Histórias de Pompeu Trogo, 42.1 [la] [en] [en] [fr] [ru]
  3. Justino, Epítome das Histórias de Pompeu Trogo, 41.5 [la] [en] [en] [fr] [ru]
  4. Justino, Epítome das Histórias de Pompeu Trogo, 42.2 [la] [en] [en] [fr] [ru]
Precedido por
Mitrídates I de Pártia
Rei da Pártia
138 a.C.127 a.C.
Sucedido por
Artabano I de Pártia


Árvore genealógica baseada em Justino, com uma extrapolação (Artabano I filho de Friapácio):

Friapácio I
Fraates I
Mitrídates I
Artabano I
Fraates II