Frankfurter Allgemeine Zeitung

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Frankfurter Allgemeine Zeitung
Frankfurter Allgemeine logo.svg
Periodicidade Diário
Formato Nordico
Sede Hellerhofstr. 9, Frankfurt am Main
Preço 2,30 € (Semana)
2,50 € (Sábado)
3,50 € (Domingo)
Fundação 1949 (67 anos)
Director Werner D'Inka
Berthold Kohler
Jürgen Kaube
Holger Steltzner
Circulação 277.314 (2015)[1]
Sede do FAZ em Frankfurt

O Frankfurter Allgemeine Zeitung (forma abreviada, Frankfurter Allgemeine ou FAZ) é um jornal alemão respeitado de circulação nacional. É publicado diariamente, tendo sua sede em Frankfurt am Main. A edição dominical é o Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung. O caderno supraregional do jornal FAZ é uma das mídias culturais formadoras de opinião da Alemanha.[2]

Fundado em 1949, este diário conservador e liberal é um instrumento de referência dos meios empresariais e intelectuais, que apreciam o seu caderno literário, o Feuilleton. O FAZ é o diário alemão mais difundido no estrangeiro. Possui igualmente uma das maiores redes de correspondentes do mundo, o que faz com que tudo o que publica seja amplamente independente das agências noticiosas. Um detalhe curioso: só em 2007 é que a fotografia foi introduzida na primeira página.[3]

O Frankfurter Allgemeine é constituído como um GmbH, empresa Lda e é detido maioritariamente (93,7%), da Fundação Fazit, para garantir ser independente e não ser influenciado. Este jornal é independente de qualquer partido político ou organização. A circulação diária de segunda a domingo de acordo IVW atingiu os 306 779 exemplares diários (dados do primeiro trimestre de 2014[4]). O FAZ é o jornal alemão de maior circulação no exterior entre os considerados graves.

Referências

  1. «Madeiadaten 2015 FAZ FAS» (PDF) (em alemão). Verlag.faz.net. Consultado em 25/03/2016. 
  2. «Mercado da Mídia». Brasil.diplo.de. Consultado em 25/03/2016. 
  3. «Frankfurter Allgemeine Zeitung». Voxeurop.eu. Consultado em 25/03/2016. 
  4. «Die "FAZ" steht vor einem großen Stellenabbau». Die Welt Online (em alemão). Welt.de. 16 de setembro de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Alemanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.