Fronteiro-mor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Fronteiro-Mor era o Capitão-Mor dos Fronteiros, Capitães de Praça de Guerra situada na Fronteira,[1] e dirigia a gente armada em cada comarca com entrada, passagem ou porto de fronteira, para melhor defender o País, para opor a primeira resistência às entradas que o inimigo tentasse fazer no território nacional.[2]

Há notícia destes cargos nos reinados de D. Afonso IV, D. Fernando I, D. João I, D. Afonso V e D. João IV.[2]

Em 1669, D. Pedro II criou o cargo de Governador de Comarca, figura semelhante à de Governador das Armas que parece ter sido o substituto do Fronteiro-Mor.

Referências

  1. Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume 11. 915 
  2. a b Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume 11. 916