Aliança (escola de samba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de GRES Aliança)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
GRES Aliança
Fundação 7 de outubro de 1994 (24 anos)
Escola-madrinha Imperatriz Leopoldinense
Cores
Verde
Branco
Símbolo Pomba branca da Paz
Presidente Dihego Joe Muller
Presidente de honra Walter Jorge Frank
Desfile de 2019
Enredo "A Aliança viaja no sonho de momo e anuncia: seja mais um rei nessa folia"

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Aliança é uma escola de samba da cidade de Joaçaba.

Surgiu da necessidade de se criar uma agremiação carnavalesca na cidade, para fazer frente as duas outras já existentes e que viesse a honrar e elevar o nome da cidade. Então, no dia 07 do mês de outubro de 1994, nasceu e foi registrado, com as cores verde e branco, tendo como símbolo a pomba branca da paz. A escola possui seu barracão, quadra e sede social. Hoje ninguém mais duvida da capacidade da escola fazer grandes desfiles. Ao longo dos anos conquistou catorze campeonatos e nove vice-campeonatos. Uma de suas principais características é o luxo de suas fantasias e alegorias. É comum também a presença se artistas nacionais em seus desfiles. Seu nome é uma alusão a aliança entre os bairros que se agregaram para fundar a escola em 1994. Tricampeã em 2005, 2006 e 2007; perdeu a hegemonia em 2008, ficando em 3o lugar no desfile. Seu enredo foi "Um Beijo Por um Queijo". Contou com Paulinho Mocidade como puxador de samba, conhecido como o "Incendiario da Sapucaí". Voltou a vencer o carnaval em 2013. Em 2014 em uma disputa acirrada, termina o carnaval empatada com a Unidos do Herval. Em 2016 consagra-se pela primeira vez tetracampeã. Nos anos seguintes sagrou-se campeã isolada, conquistando o inédito feito de seis títulos em sequencia por seis anos.

História[editar | editar código-fonte]

A prefeitura de Joaçaba pretendia voltar a apoiar o carnaval na cidade, para isso foram feitos contatos com lideranças das Associações de bairros que participavam de gincanas interbairros e como blocos no carnaval. Os bairros Flor da Serra e Cruzeiro do Sul uniram-se e foram para a avenida com o nome de Unidos do Floresul. Mesmo com enormes dificuldades a escola foi campeã do carnaval de 1993 com o enredo “O Verde Vale da Alegria”, que tratava dos desbravadores, colonizadores, da estrada de ferro, o desenvolvimento e até do próprio carnaval. As fantasias confeccionadas com materiais simples e baratos davam ênfase nas cores azul e amarelo representando os bairros Cruzeiro do Sul e Flor da Serra. Para o carnaval de 1994 uniram-se mais três bairros e a escola mudou o nome para Unidos do Vale. O enredo escolhido foi “No Reino da Fantasia” que fazia uma sátira aos acontecimentos políticos. Mesmo sem ganhar o título a escola fez muito sucesso e assim em outubro de 1994 foi registrado o surgimento do Grêmio Recreativo Escola de Samba Aliança. O nome faz uma homenagem aos cinco bairros que se uniram para formar a escola. Ainda em 1994 o empresário Carlos Fett e seus irmãos Luiz e Izabel foram convidados a fazer parte da escola como seus patronos. Em uma primeira reunião decidiu-se o enredo de 1995: uma homenagem à artista plástica Jussara Duarte, por sugestão do próprio Carlos. Nesta mesma reunião decidiu-se pelas cores verde, resultado da fusão natural do azul e amarelo da antiga Floresul, e branco, cor predominante entre os bairros que deram origem a Unidos do Vale, e também a escolha da pomba como símbolo. Hoje a Aliança traz em seu brasão oficial uma pomba branca da paz com uma aliança no bico, e na sua cabeça uma coroa com cinco estrelas, uma para cada bairro que deu origem a agremiação.

Desde sua criação, a escola conquistou catorze títulos e começaria a bater de frente com a precursora do carnaval de Joaçaba. Contudo a partir de 2013 a Aliança dominou o carnaval de Joaçaba Embora tenha dividido o título com a Unidos do Herval no ano de 2014, a escola conseguiu conquistar o feito inédito de seis títulos em sequencia durante seis anos (2013 - 2018).

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • 1997: Na Ilha da Magia voando eu vi
A Aliança entrou na avenida sob forte chuva, e usando a capital de Santa Catarina como inspiração, contou a história, lendas e folclores da Ilha da Magia. Na apuração das notas, pela primeira vez com jurados vindos do Rio de Janeiro, foi declarada campeã do carnaval de Joaçaba pela primeira vez. A partir daí por coincidência do destino a chuva seria algo constante nos desfiles da Aliança.
  • 1998: Preguiça e Cansaço: o sono não é pecado
Vasculhando o mundo do sonho a Aliança acordou na folia. Os cinco sentidos também foram abordados nesse enredo que deu à escola o seu segundo título. As belas fantasias e alegorias transmitiram de forma clara o enredo que parecia difícil de ser compreendido pelo público. O verde e branco era nesta época a grande marca dos desfiles que já contavam com grande luxo e acabamento impecável. Como na época só encerrava o desfile a escola campeã do ano interior a Aliança faz uma referência a este fato em seu samba: "Eu só vou dormir depois que a minha escola passar e a grande festa se acabar".
  • 2003: Caá, cayguá, caa-y. Uma herança guarani
Após um jejum de quatro anos a Aliança voltou a vencer o carnaval. Usando a erva-mate como tema de seu enredo a escola fez da avenida uma grande roda de chimarrão. O verde e branco deu lugar a outras cores, e a pomba, símbolo da escola veio sentada, vestida a caráter e tomando um bom chimarrão. A chuva forte acompanhou todo o desfile, o que muitos diziam ter prejudicado a disputa do título. Mas a escola provou que é boa debaixo d'água e na apuração, resultado apertado: por uma diferença de meio ponto a Aliança foi tricampeã.
  • 2005: Olha pra mim
Usando da escuridão, das cores, da visão e da ausência dela, o enredo "Olha pra mim" contou a história dos óculos. Colorindo os olhos do público com um banho de cores a Aliança impressionou na avenida. Com uma comissão de frente que é lembrada até hoje e um abra alas que trazia as cores surgindo do seio da escuridão a escola fez jus ao seu samba: "verde e branco é o show, com um sorriso no olhar estou, sou a luz dessa cidade de alegria e felicidade" e foi campeã perdendo apenas três décimos.
  • 2006: Gostosa como um abraço
Contando a trajetória de sucesso de uma Família de imigrantes alemães, a Família Weege, homenageou o centenário das empresas da família, fazendo com que o público mergulhasse na história, como se dela parte fizesse, revivendo e aprendendo detalhes de um tempo que já passou, levando a cada um resgatar traços de seus antepassados. O sucesso do enredo já era sentido antes mesmo de a escola iniciar o desfile. Com milhares de bandeirinhas tremulando a avenida recebeu a Aliança. Muito luxuosa e tendo em seu samba um refrão contagiante (olêlêlêlêlê, a Aliança vem te abraçar, parabéns pra você, cem anos vamos festejar) após o desfile todos já sabiam: Aliança campeã.
  • 2007: Não é azul, é "Al Zulaij". Moura pedra polida, verde, branca, multicolorida
A história do azulejo virou enredo nas mãos dos carnavalescos da Aliança e com muitas cores, brilho e luxo, mesmo desfilando sob forte chuva a escola contagiou mais uma vez a avenida. Começando com a lenda de que o homem também foi feito de barro, passou por chineses, assírios, árabes, portugueses e espanhóis até chegar ao Brasil por São Luiz no Maranhão. Usando a cantiga popular “se essa rua, se essa rua fosse minha”, surgiu a adaptação “se essa avenida fosse minha, eu mandava ladrilhar, de azulejos verde e branco, pra minha escola passar” que encantou o público. A Aliança ladrilhou a avenida de verde e branco e levou mais um título, o primeiro tricampeonato de sua história.
  • 2009: Minha Cultura, Sua herança. Sou negro, Sou Aliança
Disposta a voltar ao posto de campeã a Aliança pisou forte na avenida. Com muita garra e humildade a comunidade mostrou empolgação e técnica. O luxo, marca principal da escola, voltou e se fez presente em todo o desfile. A beleza das fantasias e o luxo das alegorias impressionaram o público. Aplaudida de pé pelos jurados da cabine 4 e tendo feito um desfile que foi considerado o melhor de sua história pela diretoria, a escola saiu da avenida como grande favorita ao título. A comissão de frente do estreante Rafael Hoffelder e o casal de mestre e sala e porta bandeira, que deixarão a escola após este carnaval, foram os pontos fortes. A bateria do mestre Alexandre também bateu forte e contagiou o público que cantou o samba da escola o tempo todo. Foi um desfile que demonstrou a força da escola, que desde 2003 já levou cinco títulos em sete carnavais.
  • 2010: Paraíso Imaginado, Eldorado Cobiçado
O Bicampeonato foi conquistado com um desfile considerado tecnicamente superior. Novamente a beleza e o luxo da Aliança encheram os olhos dos jurados. A Aliança levou à Avenida XV de Novembro 1,3 mil componentes, divididos em 17 alas e cinco carros alegóricos. Depois de um ano inteiro de trabalho, o tão esperado titulo de campeã do carnaval da Joaçaba foi confirmado mais uma vez. Dos 400 pontos máximos, a Aliança alcançou 399,3.
  • 2013: Sou o sete... Meus mistérios não são tão sérios
  • 2014: Tim Tim
  • 2015: Se a canoa não virar eu chego lá
  • 2016: A Verde e Branco é laranja
  • 2017: Viajei... Jóias busquei... Com as pedras verdes sonhei!
  • 2018: Elo de Amor
Com um desfile luxuoso, a escola apresentou um enredo sobre a história da aliança, um de seus símbolos. O desfile abordou lendas, magias e mitologias sobre o anel. Com 16 alas e 4 alegorias, o desfile agradou aos jurados e conquistou 157,2 pontos. [1] [2]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Aliança
Ano Colocação Enredo Carnavalesco Ref.
1994 Vice-campeã No Reino da Fantasia
1995 Vice-campeã Alô, Alô, cadê Juju? Lola
1996 Vice-campeã À Noite todos os gatos são pardos Maria Augusta
1997 Campeã Na Ilha da Magia, voando eu vi Márcio Marchetti
1998 Campeã Preguiça e cansaço: o sono não é pecado Márcio Marchetti
1999 Vice-campeã Com a alma lavada na avenida Márcio Marchetti
2000 Vice-campeã Um, Dois, Três. Conte outra vez Márcio Marchetti
2001 Vice-campeã O Ouro Dos Maués Lola
Em 2002 a escola não participou o desfile.
2003 Campeã Caá, caigüá, caá-y... Uma herança guarany Lola
2004 Vice-campeã De boca em boca eu vou Lola
2005 Campeã Olha pra mim Lola e Carlos Fett
2006 Campeã Gostosa Como Um Abraço Lola e Carlos Fett
2007 Campeã Não É Azul. É "Al Zulayj" Moura Pedra Polida. Verde, Branca, Multicolorida Lola e Carlos Fett
2008 3º lugar Um Beijo Por Um Queijo Lola e Carlos Fett
2009 Campeã Minha Cultura, sua herança. Sou Negro. Sou Aliança. Lola e Carlos Fett
2010 Campeã Paraíso Imaginado, Eldorado Cobiçado Carlos Fett
2011 Vice-campeã Tic Tac Carlos Fett
2012 Vice-campeã Em três minutos Carlos Fett
2013 Campeã Sou o sete... Meus mistérios não são tão sérios Carlos Fett
2014 Campeã Tim Tim Carlos Fett [1][2]
2015 Campeã Se a canoa não virar eu chego lá Carlos Fett [3]
2016 Campeã A Verde e Branco é Laranja Carlos Fett
2017 Campeã Viajei... Jóias busquei... Com as pedras verdes sonhei! Carlos Fett
2018 Campeã Elo de Amor Carlos Fett [4]
2019 Vice-campeã A Aliança viaja no sonho de momo e anuncia: seja mais um rei nessa folia Carlos Fett [5]

Referências

  1. «Aliança». LIESJHO. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  2. Daisy Trombetta (4 de março de 2014). «Aliança e Unidos do Herval empatam e dividem título do Carnaval de Joaçaba». Diário Catarinense. Consultado em 4 de março de 2014 
  3. «Aliança é a escola campeã do Carnaval 2015 de Joaçaba». G1 SC. 17 de fevereiro de 2015. Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  4. «Escola de samba Aliança vence carnaval 2018 em Joaçaba». G1 SC. 13 de fevereiro de 2018. Consultado em 22 de fevereiro de 2018 
  5. NSC TV (3 de março de 2019). «Acadêmicos do Grande Vale vence o carnaval de Joaçaba e Herval D'Oeste». G1 SC. Consultado em 3 de março de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]