Gavião-miúdo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaGavião-miudo
Accipiter erythronemius Horto Florestal de Sao Paulo, Brazil 2.jpg

Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Accipitriformes
Falconiformes
Família: Accipitridae
Género: Accipiter
Espécie: A. striatus
Nome binomial
Accipiter striatus
(Vieillot, 1807)
Sinónimos
Accipiter velox

O gavião-miúdo (Accipiter striatus) é uma espé[1]cie de ave de rapina da família Accipitridae.Também conhecido como gaviãozinho.

Características[editar | editar código-fonte]

Espécie de ave de rapina pequena, sendo a fêmea maior que o macho. Atinge cerca de 24 centímetros (macho) a 35 centímetros (fêmea).

As fêmeas pesam cerca de 145 a 215 gramas. Os machos pesam cerca de 85 a 125 gramas.

Possui flancos e calções ferrugíneos uniformes. Um macho é pouco maior que um sabiá.

Pode ser confundido em voo, principalmente quando está voando longe, com o Rupornis magnirostris e espécies do gênero Falco (principalmente o quiriquiri) e por tamanho com o Accipiter superciliosus.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

Espécie que apresenta grande apreciação por aves, sendo um verdadeiro "terror dos passarinhos". Não hesita capturar presas maiores que ele. Apresenta diversas formas de caça, sendo a mais comum de ficar empoleirado escondido entre as folhagens e ramos de árvores e arbustos. Também captura presas ao estilo de captura do gênero Falco, voando e praticando mergulhos agressivos para capturar.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Botam de dois a cinco ovos, o período de incubação é de 30 a 35 dias. Um das maneiras de caça é ficar em um poleiro escondido entre a vegetação, de onde localiza a presa.

Hábitos[editar | editar código-fonte]

Vivem em florestas e matas. Apesar de viver oculto nas matas e bosques, costuma voar abertamente de uma mata a outra.

Distribuição Geográfica[editar | editar código-fonte]

Ocorre da América do Norte até Argentina, no Brasil central e meridio-oriental, até o Rio Grande do Sul.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Dickinson, E. (2003). The Howard and Moore Complete Checklist of the Birds of the World. Christopher Helm. ISBN 0713665362
  • Ferguson-Lees, J., D. Christie, P. Burton, K. Franklin & D. Mead (2001). Raptors of the World. Christopher Helm. ISBN 0713680261
  • Hilty, S. (2002). Birds of Venezuela. Christopher Helm. ISBN 0713664185
  • Howell, S., & S. Webb (1995). A Guide to the Birds of Mexico and Northern Central America. Oxford University Press. ISBN 0198540124
  • Sibley, D. (2000). North American Bird Guide. Pica Press. ISBN 1873403984
  • Raffaele, H., J. Wiley, O. Garrido, A. Keith & J. Raffaeile (1998). Birds of the West Indies. Christopher Helm. ISBN 0-7136-4905-4
  • Remsen, J. V., Jr., C. D. Cadena, A. Jaramillo, M. Nores, J. F. Pacheco, M. B. Robbins, T. S. Schulenberg, F. G. Stiles, D. F. Stotz, and K. J. Zimmer. Version 9 October 2007. A classification of the bird species of South America. American Ornithologists' Union.
  • Restall, R., Clemencia Rodner & Miguel Lentino (2006). Birds of Northern South America vol. 1 & 2. Christopher Helm. ISBN 0713672420 (vol. 1) and ISBN 0713672439 (vol. 2).
  • Sick, H. (1993). Birds in Brazil: A Natural History. Princeton University Press. ISBN 0691085692
  • Storer, R. W. (1952). Variation in the resident Sharp-shinned Hawks of Mexico. Condor 54: 283-9.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Gavião-miúdo
  • «Falcão». Wikipédia, a enciclopédia livre. 29 de outubro de 2016