Gay lisp

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O gay lisp é um estereótipo americano para o sotaque gay.[1][2]

É associeado aos gays masculinos nos Estados Unidos.[3][4][5]

Muito já foi estudado sobre o sotaque gay e ainda não se chegou a nenhum consenso sobre sua origem.[6][7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Linville, S. (1998). Acoustic correlates of perceived versus actual sexual orientation in men's speech. Pholia Phoniatrica et Logopaedica, 50, 35-48.
  2. Munson, B., McDonald, E.C., & DeBoe, N.L., & White, A.R. (2006). The acoustic and perceptual bases of judgments of women and men's sexual orientation from read speech. Journal of Phonetics.
  3. Bowen, Caroline (2002). «Beyond Lisping: Code Switching and Gay Speech Styles». Consultado em 19 de janeiro de 2011 
  4. McKinstry, Oliver (1 de março de 2002). «Queering Multiculturalism». The Mac Weekly. Macalester College. Consultado em 19 de janeiro de 2011. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2006 
  5. [1] Examples of LGBT writing in which "gay lisp" used as a general term for the sound of gay male speech [ligação inativa]
  6. Munson, B., & Zimmerman, L.J. (2006b). Perceptual Bias and the Myth of the 'Gay Lisp'. Poster Presentation at the Annual Meeting of the American Speech-Language-Hearing Association, Miami, FL.
  7. Renn, Peter. «Subtypes of Male Homosexuality: Speech, male sexual orientation, and childhood gender nonconformity"» 

Literatura[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Cultura é um esboço relacionado ao Projeto Cultura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.