Glifo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Glifo maia para o décimo dia do calendário tzolkin.
Vários glifos que representam a letra "a" minúscula.

Glifo (do grego γλύφω transl. glýpho, significando 'eu gravo'[1]) designava a princípio qualquer signo entalhado ou pintado, a exemplo dos glifos da escrita maia e dos hieróglifos egípcios[2].

O interesse pelos glifos ampliou-se na Europa em meados do século XIX, a partir da publicação dos livros de John Lloyd Stephens e Frederick Catherwood, acerca da civilização maia e dos signos indecifráveis de sua escita. Os livros foram bestsellers na época, e os desenhos dos glifos, feitos por Catherwood, são extremamente acurados.[3]

Em tipografia, glifo é uma figura que dá um tipo de característica particular a um símbolo específico. Um glifo é um elemento da escrita. Dois ou mais glifos que correspondam ao mesmo símbolo (i.e., caractere), se permutáveis ou dependentes de contexto, são chamados alógrafos; um glifo é uma manifestação da unidade mais abstrata. Glifos também podem ser ligaduras tipográficas que são caracteres compostos ou diacríticos.

Tipos[editar | editar código-fonte]

Os glifos agrupam-se em coleções que se designam por tipos (fontes):

  • Código de Glifo: Um código numérico que indica um glifo. Freqüentemente, os glifos de uma fonte são indicados por um código de glifo. Códigos de glifo são específicos para cada fonte, ou seja, cada fonte, mesmo que contenham os mesmos glifos, podem indicá-los com códigos distintos.
  • Identificador de Glifo: Um código literal que indica um glifo em uma fonte. Do mesmo modo que os códigos de glifo, os indicadores são específicos para cada fonte.
  • Imagem de Glifo: A imagem de um glifo impressa numa superfície.
  • Métrica de Glifo: Um conjunto de propriedades que especificam o tamanho e a posição relativa a outros glifos entre outras propriedades de um glifo.

Referências

  1. γλύφω; in Henry George Liddell, Robert Scott, A Greek–English Lexicon. Perseus Digital Library
  2. Hieróglifo: do grego antigo ἱερογλυφικός, de ἱερός, transl. hierós, 'sagrado', e γλύφω, transl. glýphō 'eu gravo', significando "sinais sagrados". In Henry George Liddell, Robert Scott, A Greek–English Lexicon. Perseus Digital Library
  3. «Maya». Ancientscripts.com. Consultado em 6 de fevereiro de 2018 

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre tipografia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.