Golpe de Estado (banda de Portugal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Golpe de Estado
Informação geral

Golpe de Estado é um grupo musical de Portugal, foi formado por Tiago Lopes e Paulo Abelho em fins de 1988. Os grupos Sétima Legião e Linha Geral ensaiavam no mesmo local e os dois músicos começaram a trabalhar em conjunto.

Discos[editar | editar código-fonte]

Em julho de 1989 editaram o máxi-single "Rev. 25/Um Caso Que Está A Dar Que Falar", com produção de Carlos Maria Trindade. O primeiro tema incluía um sample retirado do disco "As Vozes do 25 de Abril" e o segundo tema incluía um sample do confronto entre polícias verificado no Terreiro do Paço.

Em 1993 foi editado o álbum "Golpe de Estado" que contou com a participação de nomes como Adolfo Luxúria Canibal ("Cyberpunk Generation"), Francisco Ribeiro ("Vox Prophetica"), Olavo Bilac ("Liberdad"), João Cabeleira ("James Bond") e Dora (em "Blade Runner" e "Liberdad"). Os outros temas são "Whiskey Bar", "Assédio Sexual" e "Árabe".

A versão em CD inclui como bónus os temas "Um Caso Que Está A Dar Que Falar" e "Rev 25", em versões diferentes das originais.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Rev 25/Um Caso Que Está A Dar Que Falar (12"EP, União Lisboa, 1989)
  • Golpe de Estado (CD, Polygram, 1993)
  • Blade Runner/Vox Prophetica (12' Promo, 93)
Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.