Gott erhalte Franz den Kaiser

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gott erhalte Franz den Kaiser
"Deus salve o imperador Francisco"
Autógrafo na partitura original do Hino Imperial Gott erhalte Franz den Kaiser de Joseph Haydn.
Hino Nacional de Banner of the Holy Roman Emperor with haloes (1400-1806).svg Sacro Império Romano-Germânico
Flag of the Habsburg Monarchy.svg Império Austríaco
Flag of Austria-Hungary (1869-1918).svg Império Austro-Húngaro
Letra Lorenz Leopold Haschka
Composição Joseph Haydn
Adotado 1797
Até 1918

Gott erhalte Franz den Kaiser (Deus salve o imperador Francisco) foi um hino a Francisco II, imperador do Sacro Império Romano-Germânico e mais tarde da Áustria. Lorenz Leopold Haschka (1749-1827) escreveu a poesia e Joseph Haydn compôs a melodia. É também conhecido por "Kaiserhymne" (Hino do Imperador).

A melodia, com diversas variações, é também o 2° movimento de um dos mais famosos quartetos de corda de Haydn, apelidado de "Quarteto do Imperador". A melodia mais tarde foi utilizada em Das Lied der Deutschen, que até hoje é o Hino Nacional da Alemanha.

História[editar | editar código-fonte]

A dupla águia anterior a 1867

A canção foi escrita quando a Áustria estava seriamente ameaçada pela França e o sentimentalismo patriota era intenso.

Haydn na Inglaterra conheceu o favorito hino nacional "God Save the King" que poderia ser usado em ocasiões festivas e como sinal de amor e reverência ao governante. Com essa inspiração ao retornar de viagem, Haydn apresentou ao seu amigo Freiherr van Swieten, aristocrata holandês a serviço do império Austríaco, a ideia de que seu país também tivesse um hino nacional. Ainda a canção poderia ser utilizada para inflamar o coração dos austríacos e incentiva-los à luta que estava ocorrendo. Freiherr van Swieten logo tomou conselho com o então presidente da Áustria baixa Franz Count von Saurau. O poeta Lorenz Haschka formulou a letra que Haydn adaptou à música.

Em janeiro de 1797 a obra estava pronta.

Kaiserhymne von Haydn, 1ª Estrofe.
Áudio: Volkshymne (.ogg, 156k)

Letra original[editar | editar código-fonte]

1. Gott erhalte Franz, den Kaiser,
Unsern guten Kaiser Franz!
Lange lebe Franz, der Kaiser,
In des Glückes hellstem Glanz!
Ihm erblühen Lorbeerreiser,
Wo er geht, zum Ehrenkranz!
Gott erhalte Franz, den Kaiser,
Unsern guten Kaiser Franz!

2. Laß von seiner Fahne Spitzen
Strahlen Sieg und Fruchtbarkeit!
Laß in seinem Rate sitzen
Weisheit, Klugheit, Redlichkeit!
Und mit Seiner Hoheit Blitzen
Schalten nur Gerechtigkeit!
Gott erhalte Franz, den Kaiser,
Unsern guten Kaiser Franz!

3. Ströme deiner Gaben Fülle
Über ihn, sein Haus und Reich!
Brich der Bosheit Macht, enthülle
Jeden Schelm- und Bubenstreich!
Dein Gesetz sei stets sein Wille,
Dieser uns Gesetzen gleich.

Gott erhalte Franz, den Kaiser,
Unsern guten Kaiser Franz!

4. Froh erleb’ er seiner Lande,
Seiner Völker höchsten Flor!
Seh sie, Eins durch Bruderbande,
Ragen allen andern vor!
Und vernehm noch an dem Rande
Später Gruft der Enkel Chor:
Gott erhalte Franz, den Kaiser,
Unsern guten Kaiser Franz!

Composição[editar | editar código-fonte]

Como em toda música de Haydn, há suspeitas de que ele teve parte do material da composição a partir de canções folclóricas que conhecia. Essa hipótese nunca teve aceitação unânime, a alternativa é que a melodia original de Haydn teria sido adaptada em diversas versões de canções folclóricas pelo povo.

Uma possibilidade seria "Stal se jesem", uma melodia cantada no norte da Croácia. Independente da fonte o próprio Haydn executou vários rascunhos até chegar na composição final.