Hanmi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Hanmi (em japonês: 半身, meio corpo) é um conceito das artes marciais japonesas que expressa a ideia de que os hemisférios do corpo atuam como se fossem uma unidade.[1][2] Desta forma, o budoca deve assumir uma postura lateralmente orientada para com o adversário, no fito de diminuir os riscos do eventual entrentamento, expondo-se o mínimo possível.[3] Nas artes marciais, diferente do que sucede nos esportes de luta, há de haver a consciência de que um enfrentamento nem sempre se dá com dois contendores apenas, mas pode ocorrer a situação de se enfrentar vários oponentes. Assim sendo, a postura assumida deve preparar para mudar de foco o mais rápido possível e, ao mesmo tempo, oferecer protecção.[4][5]

Referências

  1. Nakayama, Masatoshi (2010). Karatê dinâmico 10 ed. São Paulo: Cultrix. p. 60. ISBN 8531608171  templatestyles stripmarker character in |autor= at position 22 (ajuda)
  2. Litchen, John (2005). Aikido. basic and intermediate studies (em inglês). Victoria: Trafford. p. 74. ISBN 1412063051 
  3. «Posture» (em inglês). Consultado em 08.nov.2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Terminologia usada nas Artes Marciais<». Consultado em 08.nov.2012. Arquivado do original em 29 de setembro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. Lowry, Dave (2002). Traditions (em inglês). Santa Clarita: Tuttle. p. 162. ISBN 0804834326  Parâmetro desconhecido |subtítulom= ignorado (ajuda);
Ícone de esboço Este artigo sobre artes marciais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.