Henutemiré

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Henutmire)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Henutemiré
Nascimento Século XIII a.C.
Morte Século XIII a.C.
Sepultamento QV75
Cidadania Antigo Egito
Progenitores Mãe:Tuya
Pai:Seti I
Cônjuge Ramsés II
Irmão(s) Ramsés II
Ocupação consorte
Título Princesa consorte, princesa
Religião Religião no Antigo Egito

Henutemiré foi uma princesa egípcia da dinastia do Egito Antigo (r. ca. 1292 a.C. - 1290 a.C.).

Ficheiro:Henutemiré.jpg
Estátua da rainha Tuya com imagem de Henutemiré

É supostamente a terceira e mais jovem filha de Seti I e da rainha Tuya, e a irmã mais nova de Ramessés II e da princesa Tia-Sitre. Esta teoria baseia-se em uma estátua da rainha Tuya, agora no Vaticano. A estátua mostra Tuya com Henutemiré, portanto, presume-se que eles eram mãe e filha. No entanto, ela é mencionada como "irmã do Rei", assim não está claro se ela era uma irmã mais nova, filha ou noiva de Ramessés..[1]

Quando Henutemiré é mencionado como irmã de Ramessés, ela mantém um relacionamento com seu irmão. Ramessés se deita com sua irmã em todas as noites de Ísis (deusa da beleza) o que faz com que Henutemiré tenha muitos filhos gerados nessa relação irem de encontro a Set (deus do submundo).Henutemiré também foi por muito tempo a filha única do Rei Seti, e o mesmo a adorava como uma deusa. Como filha única Henutemiré assumiu o papel de herdeira do trono do Egito, sendo assim, ela aprendeu a escrever, além de aprender o que tinha de mais avançado na matemática e ciências. Porém seu caminho ao trono durou até seus 23 anos, depois disso Ramessés nasceu e foi considerado o novo herdeiro do trono, por ser homem. Mas a adoração de Seti pela filha durou até a sua morte, como mostra nos seu antigos papiros, onde Seti chegou a citar os belos olhos azuis de sua adorada filha. [2]


Seu nome significa "A senhora é como Rê". Ela se casou com Ramessés II e tornou-se grande esposa real; se ela era sua filha, ela foi a quarta, depois de Bintanath, Meritamen e Nebettawy. Ela é mostrada em estátuas de Ramessés de Abukir e Heliópolis. Em um colosso de Hermopolis ela é descrita em conjunto com Princesas -rainha Bintanath. Ambos têm os títulos As princesas hereditária, ricamente favorecidas, Senhora do Sul e do Norte, Filha do Rei, Grande Esposa Real.

Seus títulos são:Amada de Ísis e Bastet,protegida da deusa Hator

Morte e enterro[editar | editar código-fonte]

Morreu por volta do 40º ano de reinado de Ramessés, e foi sepultada no Vale das Rainhas, túmulo QV75. Seu túmulo foi roubado já na antiguidade; a calha de seu caixão foi usada mais tarde para o enterro de rei-sacerdote Harsiese em Medinet Habu. Está resguardada no Museu Egípcio, no Cairo.

Referências

  1. Aidan Dodson & Dyan Hilton, The Complete Royal Families of Ancient Egypt, Thames & Hudson (2004), p.164
  2. Aidan Dodson & Dyan Hilton, The Complete Royal Families of Ancient Egypt, Thames & Hudson (2004), p.164