Hermígio Mendes de Teixeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Hermigo Mendes Teixeira
Brasão dos Teixeira
Nome completo Hermigo Mendes Teixeira
Residência Ponte (Vila Verde)
Nacionalidade Portugal Portugal
Ocupação Nobre medieval português

Hermigo Mendes Teixeira foi rico-homem ( grau mais elevado da nobreza) no tempo do Rei Sancho I, e o primeiro a chamar-se Teixeira.

Biografia.[editar | editar código-fonte]

Descendente dos Senhores de Lanhoso, foi o primeiro a chamar-se Teixeira por ser senhor de Teixeira (Baião), más vivia na Quinta do Lameiro (ou de Sequeiros), em Ponte (Vila Verde). O nome pejorativo da quinta originou essa mudança de nome. A sua casa era também sede da Comenda da Ordem de Avis chamada de Oriz. Combateu ao serviço do Rei D. Fernando III, de Leão e Castela, o" Santo", em 1248 no cerco de Sevilha[1], não sabemos se foi a pedido de D. Afonso III de Portugal, ou se acompahou os freires de Avis.

Relações Familiares[editar | editar código-fonte]

Filho de D. Mem Viegas (filho de Egas Fafes de Lanhoso) e de Teresa Pires (filha de D. Pedro Viegas Pais Alcaide-Mor de Lisboa), ele era por isso sobrinho de Gonçalo Viegas, primeiro Grão-Mestre da Ordem de Avis, casou-se com Maria Pais, filha de Paio (Pelágio) de Novais Alcaide-Mor de Vila Nova de Cerveira.

Teve os filhos seguintes:

  • Lopo Hermigues
  • Estevão Hermigues Teixeira, (nas inquirições de Caldelas de 1258, é dito que ele foi viver para o Lugar de Pitães, Caldelas concelho de Amares, comprou lá, uma casa e terras ).[2]
  • Martim Lopes Teixeira
  • Maria Lopes
  • Afonso Hermigues
  • Estevainha Hermigues
  • Teresa Hermigues

Referências

  1. Felgueiras Gayo Nobiliário de Famílias de Portugal IX Volume Braga 1990, p 176 Teixeiras
  2. Portugaliae Monumenta Historica, Inquisitiones vol. 1 fas. 3, 1888 p. 428
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.