IRAS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
IRAS
IRAS in orbit.jpg
Informações gerais
Tipo de telescópio
O IRAS com o resumo das suas explorações em diferentes comprimentos de onda.

IRAS (acrônimo de Infrared Astronomical Satellite) foi um observatório espacial conjunto entre a NASA, os Países Baixos e o Reino Unido, lançado em 26 de janeiro de 1983 por um foguete Delta 3910 a partir da Base da Força Aérea de Vandenberg.[1][2][3]

Características[editar | editar código-fonte]

O IRAS foi lançado para fazer um estudo completo do céu na faixa de comprimentos de onda em infravermelho entre os 8 e os 120 micrômetros. A observação do IRAS aumentaram em 70% o catálogo de objetos infravermelhos conhecidos no céu, chegando a detectar 350.000 fontes de infravermelho.[3][2][1][4]

O IRAS levava a bordo um telescópio do tipo Ritchey-Chrétien refrigerado a hélio a uma temperatura de 10 K e que continha 62 detectores que juntos podiam observar em bandas centradas em 12, 25, 60 e 100 micrômetros e com uma precisão na localização dos objetos observados de 0,5 minutos de arco. Ele também usava um espectrômetro de baixa resolução e um fotômetro para os comprimentos de onda de 60 e 100 micrômetros.[2][1]

O IRAS deixou de funcionar em 21 de novembro de 1983.[2][1]

Referências

  1. a b c d «IRAS» (em inglês). NASA. Consultado em 25 de abril de 2014 
  2. a b c d «IRAS» (em inglês). Gunter's Space Page. Consultado em 25 de abril de 2014 
  3. a b «IRAS» (em inglês). Encyclopedia Astronautica. Consultado em 25 de abril de 2014 
  4. «IRAS» (em inglês). Real Time Satellite Tracking. Consultado em 25 de abril de 2014