Ibne Daaque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ibne Daaque
Nacionalidade Império Bizantino
Etnia Curda
Ocupação General

Ibne Daaque (Ibn al-Dahhak; m. 927), também conhecido em grego como Dacaco (em grego medieval: Δαχάκ; transl.: Dachák) ou Dadaco (Δάδαχος), foi um chefe curdo, que abandonou o islamismo, converteu-se ao cristianismo e entrou em serviço do imperador Romano I Lecapeno (r.920 944). Romano deu-lhe ricos presentes e enviou-se para sua base, o forte de Aljafari, situada talvez nas proximidades de Tarso. No final do outono de 927, contudo, foi atacado, derrotado e morto pelo governador abássida de Tarso Tamal Aldulafi.[1]

Referências

  1. Lilie 2013, Ibn ad-Daḥḥāk (#22685).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Lilie, Ralph-Johannes; Ludwig, Claudia; Zielke, Beate et al. (2013). Prosopographie der mittelbyzantinischen Zeit Online. Berlim-Brandenburgische Akademie der Wissenschaften: Nach Vorarbeiten F. Winkelmanns erstellt