Igreja Unida na Austrália

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Igreja Unida na Austrália (Uniting Church in Australia - UCA) é uma denominação religiosa australiana constituída em 22 de junho de 1977, quando muitas das congregações da Igreja Metodista da Australásia, da Igreja Presbiteriana da Austrália e da União Congregacional da Austrália reuniram-se sob uma Base de União.

A UCA é o terceiro maior grupo cristão na Austrália (a Igreja Católica Romana e as igrejas anglicanas são maiores), tendo cerca de 243.000 membros em 2.500 congregações.

De acordo com o censo australiano, em 2011 havia 1,065,765 pessoas se identificando com a União das Igrejas na Austrália, fazendo-a a terceira maior denominação depois da Igreja Católica Romana e a Igreja Anglicana.[1]

Teologia[editar | editar código-fonte]

Há uma variedade de perspectivas teológicas dentro da UCA, refletindo pluralidade de suas origens (metodista, presbiterianos e congregacionais) e seu compromisso com o ecumenismo. Contudo, observa-se uma forte presença do liberalismo teológico. A UCA deixa a decisão sobre a ordenação de pastores homossexuais às congregações locais.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]