Implante zigomático

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde novembro de 2010). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Implante zigomático é um implante de titânio fixado no osso zigomático por um acesso intrabucal.

Esses implantes tem como função servir de ancoragem para próteses dentárias. Essa técnica quando bem empregada apresenta índices de sucesso acima de 90%. A indicação dos implantes zigomáticos obedece um rígido critério de aplicação, devendo a sua utilização restringir-se a casos específicos. O cirurgião com treinamento específico associado com um especialista em próteses e um radiologista experiente são os profissionais melhor qualificados para realizar o tratamento.

A utilização desses implante tem indicação específica em casos onde o osso maxilar apresenta-se severamente reabsorvido. No entanto uma avaliação se faz necessária obedecendo-se critérios rígidos.

A maior vantagem desta técnica é que o procedimento é realizado em apenas um tempo cirúrgico. Já quando se tem à necessidade de enxerto ósseo prévio, é preciso dois tempos cirúrgicos, com um período de recuperação bem maior, adiando muito a conclusão do tratamento.

Um Implante zigomático pode ser feito em 3 dias, com uma recuperação rápida. Técnica de reabilitação oral.




Fonte: Reabilitando Maxilas Atróficas Edêntulas Sem Enxertos Ósseos - Migliorança, Reginaldo Mário e Cols