Osso zigomático

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Osso zigomático
Osso zigomático esquerdo in situ.
Gray995.png

Vista lateral dos dentes e mandíbula.
Latim os zygomaticum, zygoma
Está articulado com o osso maxila, o osso temporal, o esfenóide e o osso frontal.

Osso zigomático é um osso par do crânio humano que forma parte da órbita ocular e é também conhecido como o "osso da bochecha" ou "osso malar". O osso zigomático é homólogo ao osso jugal em outros tetrápodes.[1]

Características[editar | editar código-fonte]

É achatado, de forma quadrangular, apresentando 2 faces, 4 bordos e 4 ângulos. Está situado acima e lateralmente na face: forma a proeminência da bochecha, parte da parede lateral e assoalho da órbita, e partes das fossas temporal e infratemporal. Apresenta o forame zigomaticofacial na sua face externa. Na face interna apresenta o orificio zigomatico-temporal do canal têmporo-malar. A apófise orbital (Processus orbitalis) situa-se no bordo antero-superior. O bordo póstero-superior apresenta o tubérculo marginal. O bordo póstero-inferior dá inserção ao músculo masseter.[1]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O termo zigoma vêm do grego Ζυγόμα e significa "jugo" (a parte de um carro de boi que mantêm dois bois juntos). Pelo mesmo motivo em alguns animais ele é chamado de osso jugal.

Articulação[editar | editar código-fonte]

Se articula com os ossos (cada zigomático respectivamente):

  • Maxilar
  • Temporal
  • Esfenoide
  • Frontal

Imagens[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Cópia arquivada». Consultado em 23 de março de 2013. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2011