Imunoprofilaxia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Imunoprofilaxia são medidas de prevenção utilizando o sistema imune.

Elas podem ser de dois tipos: imunoprofilaxia passiva e imunoprofilaxia ativa

Imunoprofilaxia passiva[editar | editar código-fonte]

A imunoprofilaxia passiva funciona através de uso de soros.

  • Modelo Natural: transferência materna de IgG via placenta e de IgA no colostro do leite.
  • Mecanismo: Transferência de produtos de resposta imune para um receptor deficiente.
  • Vantagem: é para urgências, especialmente toxinas e venenos mas só deve ser utilizado quando não há outro tipo de tratamento.
  • Desvantagem: Não cria memória imunológica, é uma proteção temporária.

Ex: Soro Imune Anti-hepatite B.

Imunoprofilaxia ativa[editar | editar código-fonte]

A imunoprofilaxia ativa funciona através do uso de vacinas.

  • Modelo Natural: São selecionado clones atenuados de LT e LB com características de longa duração;
  • Mecanismo: Processo ativo de Indução da Resposta Imune com vírus atenuado.
  • Vantagem: Memória Imunológica e eficiência na resposta imune induzida
  • Desvantagem: Pode haver a reativação no organismo com aparecimento da doença.

Ex: para vírus da poliomielite e vibrião do cólera: Ac na mucosa intestinal.