Incidente Sakuradamon (1860)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para tentativa de assassinato de 1932, veja Incidente Sakuradamon (1932).
Actual portão Sakuradamon onde o samurai Ii Naosuke foi executado por decapitação.
Em 1860, Ii Naosuke foi o conselheiro mais influente do shogunato.

Incidente Sakuradamon (桜田門外の変, Sakuradamon-gai no Hen?) ou (桜田門の変, Sakuradamon no Hen?) ocorreu com o assassinato do ministro japonês Ii Naosuke (1815-1860) a 24 de março 1860, efectuado pela organização Ishin Shishi, onde um rōnin, atacou Ii fora do portão Sakurada do castelo Edo.[1][2] Ii Naosuke possuia a assinatura no Tratado Harris sem o consentimento do imperador Komei, provocando a ira dos ativistas Sonno-Joi.[3]

Referências

  1. Satow, p. 31
  2. Hiroshi Wata, The architecture of Tôkyô, p. 39
  3. Satow, p. 33

Bibliografia[editar | editar código-fonte]