Inhotim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Inhotim redireciona para este artigo. Para o centro de arte, veja Centro de Arte Contemporânea Inhotim.

Inhotim é uma parte do distrito de Conceição de Itaguá (mais conhecido como Brumado), no município de Brumadinho, em Minas Gerais, no Brasil.[1]

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Inhotim" é oriundo do nome do antigo proprietário de terras na região, um geólogo inglês conhecido apenas como Timothy ou Tim, que, no século XIX, instalou-se nos arredores da cidade. O tratamento dado ao proprietário partiu de "senhor Tim", derivando para o típico da época "Nhô Tim", que se tornou, finalmente, "Inhotim", denominação que se estendeu à sua fazenda - como "Vila do Inhotim" - e acabou por dar nome à localidade.

Centro de Arte Contemporânea Inhotim[editar | editar código-fonte]

A partir de 2006, a área se tornou muito conhecida por abrigar o Centro de Arte Contemporânea Inhotim, considerado o maior centro de arte contemporânea a céu aberto da América Latina.[2] À área de visitação, com aproximadamente 100 hectares cercados de mata nativa, foi dado tratamento paisagístico; por entre jardins e lagos ornamentais, distribuem-se pavilhões e galerias de arte, além de edificações de apoio. O Centro também abriga um jardim botânico com mais de 4 000 espécies.[3].

Referências

  1. Cultura e Desenvolvimento Local: uma aposta possível? – Um estudo a partir do caso de Brumadinho, Minas Gerais. Por Sibelle Cornélio Diniz e Diomira Maria Cicci Pinto Faria. Políticas Culturais em Revista, 1 (5), p. 1­19, 2012.
  2. MEDEIROS, Jotabê . Inhotim é um trabalho para a posteridade. Caderno Negócios. Jornal O Estado de S.Paulo, 25 de março de 2010.
  3. PENA, R.Inhotim inaugura dois grandes pavilhões e uma série de obras. Revista Veja BH. Acesso em 1º de setembro de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.