Iniciativa Islandesa para a Modernização dos Meios de Comunicação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde janeiro de 2013).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

A Iniciativa Islandesa para a Modernização dos Meios de Comunicação [1] [2] [3] (em inglês: Icelandic Modern Media Initiative ou IMMI) é uma lei destinada a criar uma jurisdição atrativa e apoio para a publicação de jornalismo de investigação[4] e de outras ameaças contra os meios de comunicação online. Foi aprovado por unanimidade pelo parlamento em 16 de junho de 2010.[5] Em 18 de fevereiro de 2010, o projeto entrou em uma proposta de resolução parlamentar no Parlamento islandês (ou Alþingi),[6] e propõe que a Islândia "fortemente posicionar-se juridicamente no que diz respeito à proteção das liberdades de expressão e informação".[7] A proposta foi apresentada por 19 membros do parlamento de todos os partidos representados no Parlamento.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]