Inspiração

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde novembro de 2012). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

A inspiração é o processo de sugar o ar para dentro do organismo, para depois liberá-lo para fora do corpo através da expiração, realizando um ciclo respiratório.1

O ar entra no sistema respiratório pelas narinas que conduzem ao vestíbulo do nariz, onde na parte inferior contêm pêlos que servem para reter. Um desvio do septo nasal pode interferir na passagem livre do ar através da cavidade do nariz, o que pode ser corrigido cirurgicamente.

Mecânica da Respiração[editar | editar código-fonte]

O oxigênio está contido no ar e o ar entra em contato com o sangue, mediante um aparelho chamado "respiratório". Permite ele as trocas entre o sangue e o ar: o ar cede ao sangue o oxigênio; o sangue, por sua vez, por meio dos pulmões, abandona o anidrido carbônico que é um produto de rejeição da respiração das células. A respiração se exerce por meio de uma série de atos tais que permitem a passagem do ar através das vias respiratórias.

Nos tecidos corporais o oxigênio passa do sangue e líquidos corporais às células e o dióxido de carbono no sentido oposto, também pelo processo de difusão. As funções metabólicas normais das células requerem um fornecimento constante de oxigênio e, por sua vez, produzem dióxido de carbono como resíduo, portanto a carga de dióxido de carbono nas células é maior e a de oxigênio é menor em relação à dos capilares, o que produz a difusão de uma zona de maior concentração a outra de menor.

Quando o sangue torna-se mais ácido devido ao aumento do gás carbônico, o centro respiratório induz a aceleração dos movimentos respiratórios. Dessa forma, tanto a frequência quanto a amplitude da respiração tornam-se aumentadas devido à excitação do Controle da Respiração. Em situação contrária, com a depressão do Controle da Respiração, ocorre diminuição da frequência e amplitude respiratórias. Se o pH está abaixo do normal (acidose), o centro respiratório é excitado, aumentando a frequência e a amplitude dos movimentos respiratórios. O aumento da ventilação pulmonar determina eliminação de maior quantidade de CO2, o que eleva o pH do plasma ao seu valor normal. Caso o pH do plasma esteja acima do normal (alcalose), o centro respiratório é deprimido, diminuindo a frequência e a amplitude dos movimentos respiratórios. Com a diminuição na ventilação pulmonar, há retenção de CO2 e maior produção de íons H+, o que determina queda no pH plasmático até seus valores normais.

Processo[editar | editar código-fonte]

O ar entra pelo nariz é filtrado, umedecido, aquecido (por pêlos e pelo muco), passa pela faringe, pela laringe, pela traqueia, pelos brônquios e assim chega aos pulmões, nele temos os alvéolos, onde ocorrem as trocas gasosas entre o pulmão e o coração, os vasos sanguíneos absorvem o oxigênio destes, e eliminam gás carbônico.

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

Referências

  1. Guyton,John E. Hall, Textbook of Medical Physiology, 10e edition