Jack Thompson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.(fevereiro de 2016)
Jack Thompson em um debate na California University of Pennsylvania.

John Bruce "Jack" Thompson (25 de julho de 1951 - Cleveland, Ohio) é um ativista e ex-advogado[1] americano. Thompson passou a ser conhecido por seus ativismos

anti-video games, particularmente os que contém violência e/ou conteúdo sexual.[2][3][4]

Thompson nasceu em Cleveland, Ohio se formou na Universidade de Denison e depois ingressou na Universidade Vanderbilt onde conheceu sua esposa Patricia.[5] Em 1976 mudou-se para a Flórida onde começou a carreira de advogado.

Grand Theft Auto IV[editar | editar código-fonte]

Em 2007, ele, que já havia lançando diversas campanhas contra os jogos anteriores da série e contra o jogo Bully também da Rockstar Games, prometeu tomar providências para proibir a venda do jogo para menores. Em março de 2007, a Take-Two Interactive abriu uma ação judicial contra o advogado, que estaria tentando impedir o lançamento do jogo. Em 18 de setembro de 2007, o advogado apresentou um documento ao tribunal federal da Flórida, afirmando que estaria sendo retratado em uma missão no qual o protagonista deveria matar um advogado. Jack Thompson afirmou que se as semelhanças não fossem retiradas ele tomaria as "devidas providências para impedir o lançamento do jogo." Porém ele não obteve sucesso.

Referências

  1. «The Florida Bar». Consultado em 30-08-2009. 
  2. Musgrove, Mike (17-04-2007). «Va. Tech: Dr. Phil & Jack Thompson Blame Video Games». The Washington Post. Consultado em 28-08-2009. 
  3. «Louisiana braces for...video game threat». CNN. 09-06-2009. Consultado em 2008-08-28.  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (Ajuda)
  4. McCullagh, Declan (16-10-2007). «Florida judge won't ban "Bully" video game». CNET News CBS Interactive [S.l.] Consultado em 27-08-2008. 
  5. Philips, Chuck. "The 'Batman' Who Took On Rap Obscenity." Los Angeles Times, 18-06-1990