Jean-Marc Bosman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jean-Marc Bosman
Informações pessoais
Nome completo Jean-Marc Bosman
Data de nasc. 30 de outubro de 1964 (56 anos)
Local de nasc. Liège,  Bélgica
Altura 1,72 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Meio-campista
Clubes profissionais
Anos Clubes
1983–1988
1988–1990
1990–1991
1992
1993–1994
1994–1996
Bélgica Standard de Liège
Bélgica RFC Liège
França Olympique Saint-Quentin
Reunião (departamento) Saint-Denis
Bélgica Olympic Charleroi
Bélgica Visé

Jean-Marc Bosman (Liège, 30 de outubro de 1964) é um ex-futebolista belga que atuava como meio-campista.

Jogou a maior parte de sua carreira no Standard de Liège,[1] pelo qual estreou profissionalmente em 1983. Porém, seria durante a passagem dele pelo RFC Liège, que durou entre 1988 e 1990, que ele protagonizou um caso que mudaria o rumo das transferências do futebol, o Caso Bosman.

A recusa em renovar o contrato[editar | editar código-fonte]

Em 1990, último ano de seu contrato com o RFC Liège, Bosman recebe uma proposta de renovação, porém ele a recusa, uma vez que não aceitava os 75% de redução salarial que estavam inclusos no vínculo. Pela atitude, é listado para transferência, com uma cláusula de indenização de 11.743.000 francos belgas (4,8 milhões de euros). O jogador manifesta interesse em defender o Dunkerque, que jogava a Segunda Divisão francesa, entretanto o RFC pediu 600 mil francos (800 mil dólares) para liberar o meio-campista, quantidade que o clube francês não possuía. Inconformado, Bosman recusava-se a continuar defendendo a equipe de sua cidade natal, e tem o contrato rescindido. Em agosto, o atleta move uma ação contra a agremiação.

A briga judicial entre o jogador e o RFC (que envolveu ainda a Federação Belga de Futebol e a UEFA) estendeu-se por 5 anos, quando em 1995 o Tribunal de Justiça da União Europeia deu ganho de causa a Bosman, que na época defendia o Visé, onde encerrou a carreira no ano seguinte, depois de passagens por Olympique Saint-Quentin, Saint-Denis e Olympic Charleroi.

Polêmicas[editar | editar código-fonte]

Logo após deixar os gramados, Bosman entrou em depressão e chegou a afundar-se no alcoolismo, vivendo em situação de miséria, segundo o jornal inglês The Sun.[2]

Em abril de 2013, o ex-jogador foi sentenciado a 1 ano de prisão por tentativa de agressão contra sua namorada e sua filha.[3] Ele já havia sido preso outras vezes por violência doméstica e abuso de álcool.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Le Standard et ses Joueurs». Royal Standard de Liege. Consultado em 7 de junho de 2010 [ligação inativa]
  2. «Ex-jogador que propiciou a Lei Bosman é alcoólatra e vive na miséria, revela jornal». ESPN.com.br. 21 de março de 2011. Consultado em 21 de março de 2011 
  3. «Jogador que inspirou Lei Bosman, Jean Marc Bosman pode ser preso». Portal Terra. 18 de fevereiro de 2014. Consultado em 18 de fevereiro de 2014 
Bandeira de BélgicaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas belgas é um esboço relacionado ao projeto desporto. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.