John Henry Holland

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
John Henry Holland
Nascimento 2 de fevereiro de 1929
Fort Wayne
Morte 9 de agosto de 2015 (86 anos)
Ann Arbor
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Instituto de Tecnologia de Massachusetts
Ocupação engenheiro, psicólogo, cientista da computação, professor universitário, pesquisador de inteligência artificial
Prêmios Prêmio MacArthur, Prêmio Harold Pender
Empregador Universidade de Michigan, Santa Fe Institute

John Henry Holland (Fort Wayne, 2 de fevereiro de 1929 - Ann Arbor, 9 de agosto de 2015[1]) foi um cientista e professor estadunidense.

Lecionou nos cursos de psicologia, engenharia elétrica e ciência da computação da Universidade de Michigan, em Ann Arbor. Foi pioneiro em sistemas complexos e ciência não-linear. É conhecido por ter criado os algoritmos genéticos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudou física no Instituto Tecnológico de Massachusetts e concluiu o bacharelado em 1950. Estudou matemática na Universidade de Michigan e terminou o mestrado em 1954.[2]

Em 1959 tornou-se o primeiro a receber um Ph.D. em ciência da computação na Universidade de Michigan.

Publicações[editar | editar código-fonte]

Holland é autor de inúmeras obras sobre sistemas adaptativos complexos, entre elas:

  • 1975, Adaptation in Natural and Artificial Systems
  • 1995, Hidden Order: How Adaptation Builds Complexity
  • 1998, Emergence: From Chaos to Order

Referências

  1. http://www.santafe.edu/news/item/in-memoriam-john-holland/
  2. «Cópia arquivada». Consultado em 1 de maio de 2008. Arquivado do original em 11 de setembro de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cientista da computação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.