Jorge Pegánes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jorge Pegánes
Nacionalidade Império Bizantino
Ocupação General
Religião Cristianismo

Jorge Pegánes (em grego medieval: Γεώργιος Πηγάνης; transl.: Geórgios Pegánes) foi um oficial bizantino do século IX, ativo durante o reinado do imperador Miguel III, o Ébrio (r. 842–867).

Vida[editar | editar código-fonte]

Jorge foi descrito nas fontes como patrício e conde ou estratego do Tema Opsiciano, na Anatólia. Em 866, participou na revolta de Simbácio contra a nomeação de Basílio como coimperador por Miguel. A revolta começou no verão, mas foi suprimida no inverno de 866/867. Jorge foi levado diante dos coimperadores em Constantinopla, onde teve seu nariz removido e implorou por sua vida no Milião, sendo então banido. Após tornar-se imperador em 24 de setembro de 867, Basílio reconvocou-o do exílio e devolveu-lhe seus bens.[1]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Lilie, Ralph-Johannes; Ludwig, Claudia; Zielke, Beate et al. (2013). «#2263 Georgios Peganes». Prosopographie der mittelbyzantinischen Zeit Online. Berlim-Brandenburgische Akademie der Wissenschaften: Nach Vorarbeiten F. Winkelmanns erstellt