Jornal Pequeno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Página 1 do número 33 do Jornal Pequeno

Jornal Pequeno foi um jornal de grande circulação no Recife, Pernambuco, nascido no final do século XIX e de grande circulação durante a primeira metade do século XX.

Fundado por Thomé Gibson, em seus últimos números era dirigido pelo jornalista Ranylson de Sá Barreto, que lhe dava uma linha editorial integralista. O periódico encerrou suas atividades após a morte de seu dirigente.

História[editar | editar código-fonte]

Com o nome de Pequeno Jornal [1], teve seu primeiro número impresso em 1 de julho de 1898, utlizando as oficinas do Jornal do Recife.

Permaneceu utilizando aquelas instalações até o dia 20 de julho de 1899, quando foi despejado, interrompendo sua tiragem.

Em 24 de julho do mesmo ano, renasceu, em outro local (Rua Duque de Caxias, Recife), desse momento em diante com o nome mudado para Jornal Pequeno[2], reiniciando a contagem: Ano 1, número 1.

O editorial desse número iniciava assim:

Cquote1.svg Uma quasi resurreição

Com o título de Jornal Pequeno apresentamo-nos hoje ao publico no firme proposito de continuar a missão interrompida no dia 20 ultimo do Pequeno Jornal, de honrosa e inesquecível memoria, que nesse dia foi obrigado a suspender a sua publicação. Devia ter causado, por certo, extranheza, que elle se retirasse da convivência dos seus tão amáveis quão amados e numerosos leitores, sem uma explicação do seu procedimento e sem uma palavra de gratidão.

Cquote2.svg

Pioneirismos[editar | editar código-fonte]

Outras atuações[editar | editar código-fonte]

Redatores[editar | editar código-fonte]

De seu corpo de redatores fizeram parte, entre outros:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação ou jornalismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.