José Maria do Amaral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

José Maria do Amaral Filho (Rio de Janeiro, 14 de março de 1812Niterói, 23 de setembro de 1885) foi um poeta brasileiro.

Foi conselheiro do Império, estudou Medicina e Direito em Paris. Começou a publicar suas primeiras obras no Rio de Janeiro, desde 1830, no ano seguinte escreveu no jornal O Nacional. Ao deixar a diplomacia fundou o periódico O Espectador da América do Sul.

Militou na imprensa a favor da República. Segundo José Veríssimo, comentado a obra desse poeta: "Os seus sonetos, nunca reunidos em volume, são talvez como tais, e como poesia subjetiva, o que melhor deixou essa geração".. [carece de fontes?]

Obras[editar | editar código-fonte]

Wikisource
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com José Maria do Amaral
  • Zeroni

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Haroldo Paranhos (1937). Historia do romantismo no Brasil. [S.l.]: Cultura Brasileira. 484 páginas 
  • João Manuel Pereira da Silva (1848). Parnaso brasileiro: ou Selecção de poesias dos melhores poetas brasileiros. [S.l.: s.n.] 206 páginas 
  • Manuel Bandeira (1949). Antologia dos poetas brasileiros da fase romantica. [S.l.]: Ministério da Educação e Saúde. 31 páginas 
  • Blake, Augusto Vitorino Alves Sacramento (1969). Diccionario bibliographico brasileiro. [S.l.: s.n.] 35 páginas 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.