Juan d'Arienzo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Juan d'Arienzo (Buenos Aires, 14 de dezembro de 190014 de janeiro de 1976) foi um diretor de orquestra e compositor de tangos argentino, dos mais populares de todos os tempos.

Desde muito cedo participava de conjuntos musicais como violinista, e chegou a organizar uma jazzband nos anos 1920. Posteriormente, ingressou nas orquestras de teatro.

Em 1934 começou a formar sua orquestra, dotada de uma forma muito peculiar de tocar tangos, que encontrou uma notável aceitação pública. D'Arienzo resgatou o primitivo 2x4 do tango, modernizando-o para o delírio dos amantes do ritmo, que consumiam avidamente os seus discos e lotavam os locais onde a orquestra se apresentava.

Deixou muitas gravações, sendo por 40 anos (1935 a 1975) artista exclusivo da RCA Victor, encontrando muito êxito, inclusive fora de seu país.

Foi enterrado no cemitério da Chacarita.

Composições[editar | editar código-fonte]

  • Milonga brava
  • Chirusa
  • El vino triste
  • No no veremos
  • Garronero
  • Apache
  • Nada más
  • Ya lo ves
  • Paciencia

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]