Katri Vala

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Katri Vala.

Katri Vala, Karin Alice Heikel, Muonio, Finlândia, 11 de setembro de 1901 - Eksjö, Suécia, 28 de maio de 1944) foi uma poeta finlandesa do início do século XX, modernizadora da poesia do seu país, escrevendo em verso livre. Sua obra tinha uma atitude rebelde e anti-fascista. Também foi crítica, professora e tradutora, tendo traduzido poemas de Emily Dickinson. Morreu em um sanatório.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Kaukainen puutarha, 1924
  • Sininen ovi, 1926
  • Maan laiturilla, 1930
  • Paluu, 1934
  • Pesäpuu palaa, 1942
  • Kootut runot, 1945 (póstuma), 1958, 1977, 1979, 2001
  • Henki ja aine eli yksinäisen naisen pölynimuri, 1945 (póstuma)
  • Valikoima runoja, 1958 (póstuma)
  • Suorasanaista, 1981 (póstuma)
  • Eikä minussa ollut pelkoa, 1991 (póstuma)

Antologias[editar | editar código-fonte]

  • Nuoret runoilijat, 1924
  • Hurmoituneet kasvot, 1925
  • Kolme, 1930
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.