Língua mbum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mbum
Falado em: Camarões, República Centro-Africana
Total de falantes: 51 mil (1982–1996)
Família: Nigero-congolesa
 Atlântico-congolesa
  Volta-Congo
   Adamawa
    Mbum–Day
     Mbum Norte
      Mbum
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: mdd

A língua própria Mbum ou Mbum Oeste, é um idioma Adamawa falado em Camarões e na República Centro-Africana por cerca de 51 mil pessoas, as quais em sua maioria são bilingues em língua fula. Também é chamada Buna, Mboum, Mboumtiba e Wuna.

Falantes[editar | editar código-fonte]

Os falantes de Mbum, os Mbums são considerados como a população original do planalto de Adamawa em Camarões. Porém, diz-se que já havia na região outro povo quando há séculos eles ali chegaram. Houve entre os Mbums e os vizinho, povo Dii uma longa e estreita relação nas áreas orientais dessa região Adamawa, sendo hoje difícil diferenciar essa duas etnias. A relação dos Mbums com os Fulas, que vieram para a região no início do século XIX, é bem complexa. Os Fulani (Fulas) são muitas vezes vistos como uma classe dominante, porém, os Mbums têm historicamente participado ativamente nos estados criados pelos Fulani.

Escrita[editar | editar código-fonte]

A língua Mbum usa uma forma do alfabeto latino ensinada por missionários, a qual não apresenta as letras C, Q, X, Z; apresenta duas formas para as letras B, D, F, N; usa sinais de “breve” (barra superior) e til em algumas vogais; usam-se os grupos consonantais Gb, Kp, Mb, Mv, Nd, Ng, Ngb, Nj.[1]

Notas[editar | editar código-fonte]

Bbliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]