Língua zigula

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Zigula

Mushunguli

Falado(a) em: Tanzânia, Somália
Total de falantes: 378 mil (1993–2006)
Família: Nigero-congolesa
 Atlântico–Congo
  Benue–Congo
   Bantóide
    Banta
     Banta litoral nordeste
      Seuta
       Zigula
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: ambos:
ziw — Zigula
xma — Mushunguli

Zigula (Zigua) é uma língua Banta falada na Tanzânia e na Somália, sendo nesta última chamada Mushunguli (ou dialeto Mushungulu), por cerca de 380 mil pessoas.[1].

Mushunguli[editar | editar código-fonte]

O Mushunguli é falado por cerca de 23 mil pessoas da etnia Bantu minoritária do sul da Somália em Jamaame, Kismayo, Mogadíscio e no vale do rio Juba.[2]

A língua mostra afinidades com outras variedades Bantas adjacentes. Em particular, Mushunguli compartilha fortes semelhanças léxicas e gramaticais com a língua do povo zigua da Tanzânia, que vive em áreas no sudeste da África de onde muitos bantos da Somália foram capturados como escravos durante o século XIX. [3] Ethnologue observa que os Mushunguli da Tanzânia são o povo Zigula ou Wazegua.[2]

Muitos dos homens Mushunguli Bantus usam para o trabalho línguas afro-asiáticas dos Somalis da região, tais como o próprio Somali e o Maay.[2]

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Não há uma ortografia tradicional oficial, embora se use o alfabeto latino, para o Mushunguli. Porém, na se usam as práticas já usuais para as línguas bantas com os devidos diacríticos fonéticos. Ver tabela com os sons da língua:

Vogais[editar | editar código-fonte]

Frontal Posterior
Fechada ɪ ʊ
Média ɛ ɔ
Aberta a

Consoantes[editar | editar código-fonte]

Labial Alveolar Palatal Velar
Nasal m n ɲ ŋ
Oclusiva plana p t t͡ʃ k
Implosiva ɓ ɗ ʄ ɠ
Fricativa Surda f θ ~ s ʃ
Sonora v ð ~ z ɦ
Aproximante w l j
Vibrante ɾ

As fricativas [z] e [s] variam livremente com [ð] e [θ], respectivamente.

Amostra de texto[editar | editar código-fonte]

  • 1. Yesu niyo alongozwa ni Muye Ukukile kwe nyika chani ajezwe ni Mwavu.
  • 2. Eze afunge kudya kwa mazuwa milongo mine chilo na msi, Yesu niyo alumwa nisala.
  • 3. Niyo Mwavu ambasa nakumgamba, “Uneva wi mwana Chohile, yahitwile mayuwe yano yatende migate.”
  • 4. Mna Yesu ahitula, “Mawandiko Yakukile yagamba, ‘Wantu hawakudaha kwikala kwa migate iyodu, mna kwa chila ulosi Chohile akulonga.’ ”

(Matayo 4, 1-4) [4]

Português

  • 1. Então Jesus foi levado do Espírito ao deserto para ser tentado pelo diabo.
  • 2. *E, depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, ficou com fome.
  • 3. E, chegando-lhe o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, ordena que estas pedras sejam feitas pão.
  • 4. Mas ele respondeu e disse: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.

(Mateus4, 1-4) [5]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Declich, Francesca. 1995. "Gendered Narratives," History, and Identity: Two Centuries along the Juba River among the Zigula and Shanbara. History in Africa 22: 93-122.
  2. a b c Ethnologue – Mushungulu
  3. «Refugee Reports November 2002 Volume 23, Number 8» (PDF). Consultado em 17 de março de 2017. Arquivado do original (PDF) em 11 de novembro de 2009 
  4. Bíblia em Zigula
  5. Bíblia em biblegateway.com

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Hout, Katherine, and Eric Bakovic. "To fuse or not to fuse: Approaches to exceptionality in Mushunguli (Somali Chizigula)." (2014).
  • MacSaveny, Erin, and Erin MacSaveny. "Verbal tone in Chizigula." Occasional Papers in Applied Linguistics 5 (2009).
  • Temkin Martinez, Michal, and Haley K. Boone. "On the presence of voiceless nasalization in apparently effaced Somali Chizigula prenasalized stops." The Journal of the Acoustical Society of America 139.4 (2016): 2218-2218.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]