Línguas aborígenes da Austrália

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Famílias linguísticas australianas.

Família pama-ñungana:
Familias no pama-ñunganas do norte. Do oeste ao leste:
  Daly
  Tiví

As línguas aborígenes da Austrália são um grupo heterogêneo de famílias de línguas e idiomas isolados nativos da Austrália e ilhas adjacentes, mas, inicialmente, com exceção da Tasmânia. As relações entre essas linguagens não está clara no momento, embora um progresso substancial tenha sido feito nas últimas décadas.

Tradicionalmente, as línguas australianas foram divididas em cerca de uma dúzia de famílias.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Um estudo rastreou todas as línguas nativas da Austrália em uma única língua comum, conhecida como proto-australiana, falada há cerca de 10.000 anos.[1] A maioria das línguas australianas são comumente consideradas pertencentes à família Pama-Nyungan. Por conveniência, o resto das línguas, todas faladas no extremo norte, são geralmente agrupadas como "Non-Pama-Nyungan", embora isso não implique necessariamente que elas constituam um clado válido.[2]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre a Austrália é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.