LEF

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

LEF ("ЛЕФ") foi a revista da Frente de Esquerda das Artes ("Levyi Front Iskusstv" - "Левый фронт искусств"), uma ampla associação de escritores, fotógrafos, críticos e desenhistas de vanguarda na União Soviética, fundada e editada inicialmente por Osip Brik e Vladimir Maiakovski, muito relacionada ao Construtivismo.

Teve dois períodos, um de 1923 a 1925 como LEF e, posteriormente, de 1927 a 1929 como Novyi LEF ('Nova LEF'), quando foi editada por Maiakovski e Sergei Tretyakov. O objetivo desta publicação, como se assinalou em um de seus primeiros números, era "reexaminar a ideologia e as práticas da chamada 'arte esquerdista', e abandonar o individualismo para acrecentar o valor da arte para o desenvolvimento do comunismo".

A revista despontou como um fórum de debates em torno de estéticas vanguardistas, concentrando-se particularmente na questão da responsabilidade do artista para com a sociedade e seu papel nesta.

Com o início da política cultural stalinista que instaurou o Realismo Socialista como única manifestação artística oficialmente aceita, os artistas ligados à LEF, incluindo Maiakovski, passam a ter seu trabalho condenado como formalista [1] .

Colaboradores[editar | editar código-fonte]

Alguns dos artistas que participaram na LEF e/ou na Novyi LEF:

Fontes[editar | editar código-fonte]

Referências

  • Victor Osipovich Pertsov, Mayakovsky and LEF, News of the Academy of Sciences of the USSR, Department of Literature and Languages, 1954, Volume 8, Issue 4.

Fonte da tradução[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em espanhol, cujo título é «LEF».
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.