Lamaçães

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portugal Lamaçães  
—  freguesia portuguesa extinta  —
Bandeira de Lamaçães
Bandeira
Brasão de armas de Lamaçães
Brasão de armas
Lamaçães está localizado em: Portugal Continental
Lamaçães
Localização de Lamaçães em Portugal Continental
Coordenadas 41° 32' 40" N 8° 23' 41" O
Concelho primitivo Braga
Concelho (s) atual (is) Braga
Freguesia (s) atual (is) Nogueira, Fraião e Lamaçães
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
 - Total 2,16 km²
População (2011)
 - Total 2 525
    • Densidade 1 169 hab./km²
Lamaçães-loc.png
Igreja de Lamaçães

Lamaçães foi uma freguesia portuguesa do concelho de Braga, com 1,95 km² de área e 2 525 habitantes (2011)[1]. Densidade: 1 294,9 hab/km².

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada às freguesias de Fraião e Nogueira, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães com a sede em Nogueira.[2]

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Frossos (1864 – 2011) [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
322 318 373 387 402 411 530 506 564 630 636 689 904 1 364 2 525
        Evolução da População Entre 1864 e 2011                Os Grupos Etários Em 2001 e 2011                 

Evolução da  População  1864 / 2011; Variação da População  1864 / 2011; A População em 2001; A População em 2011

História[editar | editar código-fonte]

A primeira referência a Lamaçães aparece referida em documentos do ano 899 In Villa Nugaria Inter Desideria et Lamazales.

Nas inquirições de 1220 aparece com a denominação de Sancta Maria de Lamazales.

Em 1257 há referências de Parrochia Sante Marie de Lamazales.

A designação actual de «Lamaçães», Stª Maria, aparece pela primeira vez em documentos de 1528.

Símbologia[editar | editar código-fonte]

A flor-de-lis - Simboliza a virgem Nossa Senhora da Purificação, padroeira da localidade.

O pinheiro - O Pinheiro bravo representa o enorme pinheiro, infelizmente hoje abatido, mas que sobressaía sobre a povoação, de tal maneira que durante as Invasões Francesas quer os invasores quer os resistentes, se serviam dele como marco ao fazerem o ponto da situação.

Os dois ferros de enxada - Simbolizam a agricultura, bastante considerável, e que era antigamente importante principalmente no cultivo do milho.

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Norte". Instituto Nacional de Estatística. Arquivado desde o original em 4 de Dezembro de 2013. Consultado em 6 de Março de 2014. 
  2. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.