Leedsichthys problematicus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Como ler uma infocaixa de taxonomiaLeedsichthys problematicus
Leedsi&Liopl DB.jpg
Estado de conservação
Pré-histórica
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Amiiformes
Família: Pachycormidae
Género: Leedsichthys
Espécie: Leedsichthyis problematicus

O Leedsichthys problematicus era um paquicormídeo gigante (um grupo extinto de peixes ósseos) que viveu nos oceanos do período Jurássico, há 165 milhões de anos. Embora os fósseis fossem encontrados, ninguém encontrou até a atualidade uma espinha completa, assim que seu tamanho exato é incerto. As estimativas atuais mostram que este peixe teria 21 metros de comprimento e pesava cerca de 50 toneladas, fazendo-lhe o segundo maior peixe que já existiu.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

Leedsichthys se alimentava por filtragem, ou seja, comia toneladas de pequenos seres aquáticos, os chamados plâncton, os sugando e liberando a água que não precisavam. Esse método requer um metabolismo lento, pois os filtradores não são continuamente ativos em busca de presas. Isso também permitiu que os Leedsichthys crescessem tanto como os grandes filtradores atuais.

Referências[editar | editar código-fonte]

http://www.prehistoric-wildlife.com/species/l/leedsichthys.html

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Animal pré-histórico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.