Liceu Nacional de São Tomé e Príncipe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Liceu Nacional de São Tomé e Príncipe
LNSTP
Edifício Liceu Nacional em 2014
Dados e estatísticas da escola
Localização  São Tomé e Príncipe
Endereço São Tomé
Data de abertura 6 de outubro de 1969 (48 anos)
Tipo Escola pública de ensino secundário
Diretor(a) Belmiro Boa Morte[1]
Número de alunos ~6.000[1]

O Liceu Nacional de São Tomé e Príncipe (LNSTP) é uma instituição de ensino santomense, sediada em São Tomé, a capital do país.

É uma das mais antigas instituições pública de ensino secundário e uma das mais conceituadas de São Tomé e Príncipe.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O Liceu Nacional de São Tomé e Príncipe, diferentemente de algumas instituições liceais criadas por Portugal, não surgiu com o propósito do ensino secundário, antes, porém, como uma instituição de ensino técnico.

Fundação[editar | editar código-fonte]

O Liceu descende da Escola Técnica Silva e Cunha, que iniciou suas operações em 6 de Outubro de 1969, com a inauguração de sua sede própria, o "Edifício Liceu Nacional"[2].

Pós-independência[editar | editar código-fonte]

Em 1975, com a independência nacional de São Tomé, a instituição foi renomeada, passando a chamar-se Liceu Nacional Paulo Freire. Paralelamente, a única instituição liceal do arquipélago, o "Liceu Nacional D. João II" (renomeado para "Escola Preparatória Patrice Lumumba"), foi transformada em uma escola de ciclo preparatório, fazendo com que a LNSTP fosse, por 36 anos, a única escola secundária do país[3].

Em 1988, em meio as reformas do ensino santomense, a instituição muda para o nome atual: Liceu Nacional de São Tomé e Príncipe[4].

Arquitetura[editar | editar código-fonte]

Implantada na Avenida 12 de Julho, o Edifício Liceu Nacional, que abriga a LNSTP, é um patrimônio arquitetônico nacional. De autoria de Mário de Oliveira[5], é uma obra imponente, quer pela sua dimensão, quer pelo equilíbrio do conjunto, em particular no desenho da fachada principal[6].

Referências

  1. a b Castro, Adilson. Arranca novo Ano Lectivo 2016-2017 em São Tomé e Príncipe. Diário de São Tomé e Príncipe - Jornal Transparência. 27 de setembro de 2016
  2. Caiado, João Bento Lourenço Sêrro Franco. Arquitetura da Escola Técnica: O Caso da Cidade de São Tomé. Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa. Lisboa, Novembro de 2015
  3. Novo liceu inaugurado por Fradique de Menezes. Téla Nón. 30 de Agosto de 2011
  4. Sousa, João da Silva Pinto de. Abordagem Histórica do Sistema Educacional de São Tomé e Príncipe Pós - Colonial (1975 – 1990)
  5. de Oliveira (1914-2013): o arquitecto que morreu duas vezes. Jornal Público. 18 de Dezembro de 2013
  6. Milheiro, Ana Vaz. Liceu Nacional (antiga Escola Técnica Silva e Cunha). Heritage of Portuguese Influence/ Património de Influência Portuguesa — HPIP. 2008