Lisol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Lisol é uma emulsão formada por cresóis em solução aquosa de sabão formado a partir de hidróxido de potássio e óleo de linhaça. Possui propriedades desinfetantes e antissépticas, de onde sua aplicação. O nome deriva da palavra lysis, que significa dissolução.[1]

A ação antibacteriana é baseada na combinação dos cresóis com a proteína celular das bactérias, causando desnaturação. A ação de limpeza é dada pelo conteúdo de sabão. Diferencia-se da creolina pela concentração em cresóis de 50%, enquanto aquela limita-se a 10%, e é uma solução alcalina aquosa de cresóis. Seu uso é recomendado na desinfecção de instalações sanitárias, esgotos e pisos.[2][3]

Referências

  1. Lisol - aulete.uol.com.br
  2. Paulo Francisco Domingues; DESINFECÇÃO E DESINFETANTES; Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública - FMVZ-UNESP-Botucatu
  3. Ricardo Feltre; Química - Volume 3 - Química orgânica, 4ª Edição, Editora Moderna.