Lo Man-fei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Lo Man-fei
Nascimento 16 de Setembro de 1955
Taipei,Taiwan
Morte 24 de Março de 2006
Taipei,Taiwan
Nacionalidade Taiwan

Lo Man-fei ( Chinês: 羅曼菲; Pinyin: Mànfēi; 16 de setembro de 1955 - 24 de março de 2006) foi uma dançarina e coreógrafa de Taiwan . Foi membro do Cloud Gate Dance Theatre, fundado por Lin Hwai-min entre 1979 e 1994. Lo posteriormente fundou sua própria companhia de dança, a Taipei Crossover Dance Company, e liderou o Cloud Gate 2 de 1999 à sua morte.[1]

Infância e Educação[editar | editar código-fonte]

Lo nasceu em Taipei, embora ela e sua família tenham se mudado para Yilan três meses após seu nascimento. [1] Ela tinha três irmãs mais velhas, uma das quais é a cantora Sophie Lo e um irmão mais velho. [2] [3] Lo, começou a ter aulas particulares de dança aos 5 anos, [4] ingressou na Neo-Classic Dance Company de Taiwan em 1974, enquanto estudante da Universidade Nacional de Taiwan . Depois de se formar , com um diploma em literatura inglesa, Lo passou um ano em Nova York com a intenção de continuar seus estudos em jornalismo e redação criativa. [5] [6] Em vez disso, ela retornou a Taiwan para ingressar no Cloud Gate Dance Theatre em 1979, tornando-se a dançarina principal do White Serpent Tale, a adaptação de dança da lenda da serpente branca, no ano seguinte, antes de partir em 1982 para Universidade de Nova Iorque, onde obteve um mestrado em dança. [7] Nos Estados Unidos, Lo apareceu em várias apresentações de O Rei e Eu com Yul Brynner e também estudou na Escola de Dança Americana Alvin Ailey, na Escola de Dança Contemporânea Martha Graham e na Escola de Dança José Limón . [8]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ela se formou na Univeridade de Nova Iorque em 1985, [5] e começou a lecionar na Universidade Nacional de Artes de Taipei naquele ano. [1] Lo foi nomeada presidente do departamento de dança em 1992 e depois liderou o programa de pós-graduação em dança na TNUA. [9] Ela foi responsável pelo lançamento de um programa de dança que desenvolve talentos no ensino médio e coloca candidatos no TNUA após a formatura do ensino médio. [10] Em 1994, ela se aposentou da performance no Cloud Gate e fundou a Taipei Crossover Dance Company com outros três dançarinos do Cloud Gate. [4] [11] Seus primeiros trabalhos coreográficos foram concluídos na década de 1980. Isto foi seguido por mais trabalhos ao longo dos anos 90, incluindo O Lugar Onde o Coração Está, Cidade do Céu e Crônica de uma Cidade Flutuante . Lo escreveu Restless Souls em 1999. [7] Nesse mesmo ano, ela e Lin Hwai-min, fundador da Cloud Gate, fundaram a Cloud Gate 2 e Lo foi nomeada diretora. [12] Ela também recebeu o prêmio de literatura e artes da Wu San-lién Awards Foundation. Em 2000, ano em que escreveu The Snake, Lo foi homenageada pela Fundação Nacional de Cultura e Artes, que a nomeou ganhadora do Prêmio Nacional para as Artes [8]

Como artista, Lo era mais conhecida como dançarina principal do Lin's Requiem . [13] Em contraste com o Oriente de Lin e o estilo coreográfico do Ocidente, [14] Lo foi influenciada por danças e experiências chinesas em sua vida pessoal. [15]

Fim de Vida e Legado[editar | editar código-fonte]

Lo foi diagnosticado com câncer de pulmão em setembro de 2001. Com o tratamento, a doença permaneceu administrável até outubro de 2005. Outra rodada de quimioterapia foi iniciada na época e ela estava em remissão até fevereiro de 2006. [7] Lo morreu no Centro de Câncer da Fundação Koo Sun Yat-sen em Taipei aos 50 anos em março de 2006. [1] Seu trabalho final, Pursuing the Dream, uma colaboração entre ela e Sophie, foi realizado por membros do Cloud Gate 2 sete semanas após a morte de Lo. [3]

A Universidade Nacional das Artes de Taipei nomeou uma bolsa em sua homenagem e ao Cloud Gate. [16] [1] [17] [18] Um documentário biográfico, Man Fei, estreou em 2017. [19] No décimo terceiro aniversário de sua morte, o governo da cidade de Yilan dedicou 24 de março de 2019 a Lo. [20]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e «Acclaimed dancer Lo Man-fei dies of cancer at 51». Taipei Times 
  2. «心繫舞蹈 羅曼菲病逝». Liberty Times (em Chinese) 
  3. a b «Dances from the heart». Taipei Times 
  4. a b «A Dance that Moves On». Taipei Review 
  5. a b «Lo Man-fei: An Undying Love for Dance». Tzu Chi Quarterly 
  6. «Persevering with Passion». Taipei Review 
  7. a b c «Choreographer Lo Man-fei dies of lung cancer aged 51». The China Post 
  8. a b «Dancing her way to the top and the biggest prize». Taipei Times 
  9. «Who's Who in the Company» (PDF). Cloud Gate 2 Playbill 
  10. «TNUA student dancers 'shuttling' around Taiwan». Taipei Times 
  11. «Between the Real and the Imagined: White Snake Variations, Front Stage and Back Stage» (PDF). Taipei National University of the Arts 
  12. «Cloud Gate 2 premiers 'On the Road' in New York». Taipei Times 
  13. «'The Tale of the White Serpent' and excerpts». Ballet Dance Magazine 
  14. «Cloud Gate Dance Theatre review – 'Lin Hwai-min's own song of the earth'». The Guardian 
  15. «Experimental Theater's Lo Sets New Dance Tour». Taiwan Info 
  16. «From Taiwan to Israel, in just a few steps». Taipei Times 
  17. «Young dancer pursues int'l exposure». The China Post 
  18. «Taiwanese choreographers do well in competition in Denmark». Central News Agency 
  19. «FEATURE: Pegatron chief wants to help creative people shine». Taipei Times 
  20. «Yilan dedicates March 24 to late choreographer». Taipei Times 

Links Externos[editar | editar código-fonte]