Louis Farrakhan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Louis Farrakhan
Louis Farrakhan
Nome completo Louis Haleem Abdul Farrakhan
Nascimento 11 de Maio de 1933
Nova York, Nova York (Estado),  Estados Unidos
Nacionalidade Estadunidense
Ocupação Líder religioso
Ideias notáveis Supremacia negra
Afrocentrismo
Religião Nação do Islã

Louis Haleem Abdul Farrakhan, originalmente chamado Louis Eugene Walcott1 (11 de maio de 1933, Nova Iorque), é o atual líder do grupo negro estadunidense Nation of Islam. Tornou-se celébre pelo sucesso a organizar a Million Man March em 1995, uma manifestação que juntou quase um milhão de homens negros em Washington para protestar contra a degradação sócio-económica da minoria afro-americana.

Sucedeu à frente da NOI a Elijah Muhammad.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Infância e família[editar | editar código-fonte]

Farrakhan nasceu no bairro nova-iorquino Bronx. É filho de imigrantes das Antilhas. A mãe chamava-se Mae Manning e nasceu na ilha de São Cristóvão. Esta casou com o jamaicano Percival Clark mas o marido cedo a abandonou. O pai de Farrakhan seria assim um outro antilhano, Louis Walcott em homenagem a quem seria batizado.2 Farrakhan tem um irmão mais velho chamado Alvan.

Entre os antepassados por via paterna de Farrakhan, segundo o próprio chegou a dizer, existem portugueses brancos, provavelmente judeus3 . De facto, a Jamaica, tal como outras ilhas das Antilhas acolheu cristãos novos oriundos de Portugal.4

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Louis Farrakhan é alvo constante de críticas devido aos seus discursos, que alguns classificam como discursos de ódio. Seus críticos o acusam de ser racista, antissemita e homofóbico5 .

Referências

  1. Bernard Holland, "Sending a Message, Louis Farrakhan Plays Mendelssohn", New York Times, 19 Apr 1993, acessado a 3 Dezembro de 2010
  2. Henri Louis Gates jr., Certain ways of looking at a black man, New York, Vintage, 1997, página 130
  3. Henri Louis Gates jr., Certain ways of looking at a black man, New York, Vintage, 1997, página 141
  4. António Carlos Carvalho, Os judeus do desterro de Portugal, Lisboa, Quetzal, 1999, página 177
  5. http://www.montgomeryadvertiser.com/article/20130323/NEWS0201/303220027/Speech-Tuskegee-University-Farrakhan-s-words-inspirational-controversial-Students-encouraged-media-gets-slammed?nclick_check=1
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.