Luís Frederico de Saxe-Hildburghausen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Luís Frederico
Príncipe de Saxe-Hildburghausen
Luís Frederico de Saxe-Hildburghausen
Cônjuge Cristiana Luísa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Plön
Casa Wettin
Nascimento 11 de setembro de 1710
  Hildburghausen, Ducado de Saxe-Hildburghausen, Sacro Império Romano-Germânico
Morte 10 de junho de 1759 (48 anos)
  Nimega, Países Baixos
Pai Ernesto Frederico I, Duque de Saxe-Hildburghausen
Mãe Sofia Albertina de Erbach-Erbach

Luís Frederico de Saxe-Hildburghausen (11 de Setembro de 1710, Hildburghausen10 de Junho de 1759, Nijmegen), foi um príncipe de Saxe-Hildburghausen e general-marechal-de-campo do exército da Baviera. 

Vida[editar | editar código-fonte]

Luís Frederico era filho de Ernesto Frederico I, Duque de Saxe-Hildburghausen e da sua esposa, a condessa Sofia Albertina de Erbach-Erbach. Durante a sua juventude, prestou serviço militar no Exército Imperial e foi treinado por Friedrich Heinrich von Seckendorff. Em 1738, foi promovido a major-general, em 1739 a Generalfeldwachtmeister. Nesse mesmo ano, participou na campanha militar da Hungria contra a Turquia. Em 1741, deixou o exército imperial e juntou-se ao exército da Baviera, no qual participou na Guerra de Sucessão Austríaca. Em 1742, foi promovido a tenente-marechal-de-campo. O sacro-imperador Carlos VII ofereceu-lhe o regimento de infantaria Holnstein e, em 1743 promoveu-o a general-marechal-de-campo. Nesse mesmo ano, enquanto foi comandante da cidade de Braunau am Inn, que se encontrava cercada, mandou cunhar moedas de emergência em lata e chumbo.

O príncipe-eleitor Maximiliano III José da Baviera promoveu-o a comandante do exército da Baviera em 1745. Luís Frederico continuou a combater na Guerra de Sucessão Austríaca entre 1746 e 1748 nos Países Baixos, onde tinha o seu próprio regimento, o Hildburghausen. Em 1748, demitiu-se do seu cargo no exército da Baviera e regressou à sua terra natal.

A 4 de Maio de 1749 casou-se em Weikersheim com a princesa Cristiana Luísa (1713–1778), filha de Joaquim Frederico, Duque de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Plön e viúva de Luís Alberto, Conde de Hohenlohe-Weikersheim. O casal não teve filhos. Graças a contribuições financeiras provenientes da Casa de Hohenlohe, o príncipe conseguiu completar o restauro dispendioso da mansão de Hellingen. Perseguido pelos seus credores, o príncipe decidiu voltar ao serviço militar nos Países Baixos.

Morreu em 1759, como governador de Nimega.

Genealogia[editar | editar código-fonte]

Os antepassados de Luís Frederico de Saxe-Hildburghausen em três gerações[1]
Luís Frederico de Saxe-Hildburghausen Pai:
Ernesto Frederico I, Duque de Saxe-Hildburghausen
Avô paterno:
Ernesto, Duque de Saxe-Hildburghausen
Bisavô paterno:
Ernesto I, Duque de Saxe-Gota
Bisavó paterna:
Isabel Sofia de Saxe-Altemburgo
Avó paterna:
Sofia de Waldeck
Bisavô paterno:'
Jorge Frederico de Waldeck
Bisavó paterna:
Isabel Carlota de Nassau-Siegen
Mãe:
Sofia Albertina de Erbach-Erbach
Avô materno:
Jorge Luís I, Conde de Erbach-Erbach
Bisavô materno:
Jorge Alberto I, Conde de Erbach
Bisavó materna:
Isabel Doroteia de Hohenlohe-Schillingsfurst
Avó materna:
Amália Catarina de Waldeck-Eisenberg
Bisavô materno:
Filipe de Waldeck-Eisenberg
Bisavó materna:
Maria de Nassau-Siegen

Referências

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Heinrich Ferdinand Schoeppl: Die Herzoge von Sachsen-Altenburg, Bozen, 1917, reprined Altenburg, 1992
  • Dr. Rudolf Armin Human: Chronik der Stadt Hildburghausen, Hildburghausen, 1886