Luís Humberto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Presidenta Dilma Rousseff e o ministro da Cultura, Juca Ferreira, entregam a Ordem do Mérito Cultural 2015 a Luis Humberto, em cerimônia no Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasil)

Luis Humberto Martins Pereira (Rio de Janeiro, 29 de setembro de 1934) é um fotógrafo e arquiteto brasileiro.[1][2]

Formou-se em 1959 pela atual Universidade Federal do Rio de Janeiro. Começou a carreira trabalhando como desenhista no Ministério da Educação e Cultura. Dois anos depois, mudou-se para a recém-fundada Brasília, acompanhando a sua mulher, Eloah, que era funcionária da Câmara dos Deputados.

Aceitou o convite do arquiteto e pintor Alcides da Rocha Miranda, primeiro coordenador do curso de arquitetura de Brasília, para ajudar a estruturar a UnB. Trabalhou em projetos de edifícios e deu aulas de desenho para turmas de arquitetura, artes plásticas e música.[3]

Foi um dos 223 professores que deixaram a UnB em 1965, em protesto contra a demissão de 15 colegas pelo reitor Laerte Ramos. Ficou afastado da Universidade durante todo o regime militar, voltando apenas em 1985, como professor da Faculdade de Comunicação.[4] Durante esse período, trabalhou como fotógrafo, destacando-se pela sua atuação nas revistas Veja (1968 a 1978) e IstoÉ (1978 a 1982). Foi o primeiro editor de fotografia do Jornal de Brasília, fundado em 1973. Foi um dos fundadores da União dos Fotógrafos de Brasília, entidade pioneira no gênero no Brasil.[5]

Recebeu em 2015 a Ordem do Mérito Cultural.[6]

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • 2000 - Fotografia, a Poética do Banal
  • 1983 - Fotografia: Universos & arrabaldes
  • 1981 - Brasília, Sonho do Império, Capital da República[7]

Referências

  1. Fotógrafo e professor Luis Humberto completa 80 anos. UAI, 27 de setembro de 2014
  2. Luís Humberto. Enciclopédia Itaú das Artes
  3. Perfil: Luís Humberto. Olhavê
  4. Luis Humberto conta sua história Arquivado em 17 de novembro de 2015, no Wayback Machine.. UnB, 26 de setembro de 2012
  5. "Era um negócio glorioso", diz professor Luis Humberto, sobre começo da UnB. Correio Braziliense, 10 de dezembro de 2012
  6. Conheça os agraciados com a OMC em 2015 Arquivado em 23 de setembro de 2018, no Wayback Machine.. Ministério da Cultura, 6 de novembro de 2015
  7. O poder em pedaços. Carta Capital, 30 de novembro de 2010