Mégaro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Plano esquemático do complexo de um mégaro. 1: Vestíbulo, 2: Sala principal, 3: Colunas do pórtico e da sala principal.

Mégaro[1][2] (em grego: Μέγαρον; provável origem semita) é a "Grande Sala" que se encontrava nos palácios da Civilização Micénica, na Grécia Antiga. Costumava estar de um lado do pátio central e frente ao altar. Constava de três partes: o pórtico (πρόπυλο) aberto com duas colunas in antis, o vestíbulo (πρόδομος) também chamado pronau (πρόναος) e a sala principal (Μέγαρον) também chamada cela ou nau (ναός).

Referências

  1. «Templo». Aulete. Consultado em 12 de outubro de 2014. 
  2. Corona 1972, p. 317.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Biers, William R. 1987. The Archaeology of Greece: An Introduction. (Ítaca: Cornell University Press)
  • Corona, Eduardo; Lemos, Carlos Alberto Cerqueira (1972). Dicionário da arquitetura brasileira. São Paulo: Edart-São Paulo Livraria Editora 
  • Klein, Christopher P. (Editor in Chief) Gardner's Art Through the Ages. Tenth edition. Harcourt Brace (1996). ISBN 0-15-501141-3
  • Vermeule, Emily, 1972. Greece in the Bronze Age (Chicago: University of Chicago Press).
  • Alan J. B. Wace, «Houses and Palaces», en Companion to Homer págs. 489-97