Altar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a freguesia parónima dos Açores parónima, veja Altares.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Altar-mor da Matriz Nossa Senhora do Patrocínio em Jaú, São Paulo, Brasil

Altar, do latim altare ou ara (latim clássico), plataforma alta semelhante a uma mesa constituída por uma rocha, elevação ou outra estrutura que possibilite ao sacerdote, líder ou mentor espiritual, sacrificar à divindade, ou divindades, em um templo religioso ou local sagrado.

No judaísmo, por exemplo, era um local formado por terra, pedras ou uma espécie de caixa dourada, como o revelado por Deus a Moisés, onde se apresentavam as ofertas sacrificiais à Deus. No culto católico é a mesa onde se celebra a missa. No protestantismo é a mesa de onde os pastores pregam e consagram a Ceia Memorial (ou Santa Ceia) nos cultos.

Igreja Católica Apostólica Romana[editar | editar código-fonte]

Altar barroco na catedral gótica em Sandomierz, Polônia

As Igrejas Católicas do Oriente seguem cada uma as suas tradições, que em geral se assemelham ao rito das Igrejas Ortodoxas Orientais. As regras abaixo são para a Igreja Latina.

A Igreja Católica Latina distingue entre os altares fixos (presos ao chão) e os altares móveis (que podem ser realocados), e diz: "É desejável que em cada igreja exista um altar fixo, já que desse modo significa mais claramente e permanente a presença de Jesus Cristo, a Rocha Viva (1 Pedro 2, 4[1]; Efésios 2, 10[2]). Em outros locais para celebrações sagradas, o altar poderá ser móvel."[3]

"Ao construir novas igrejas, é preferível que apenas um único altar seja feito, um que com a reunião dos fiéis irá significar que o único Cristo e a única Eucaristia da Igreja. Em igrejas já existentes, no entanto, quando o velho altar é posicionado de tal maneira que torna a participação dos demais difícil mas que não pode ser movido sem provocar danos ao valor artístico, outro altar fixo, bem feito e propriamente dedicado, deve ser construído e os ritos sagrados celebrados nele apenas. Para que a atenção dos fiéis não seja distraída do novo altar, o velho altar não deverá ser decorado de modo especial."[4]

Numa igreja católica, o altar-mor é o altar principal, geralmente mais adornado, disposto em frente à entrada principal. Depois do Concílio Vaticano II os novos altares são antropocêntricos, mas os altares tradicionais, com quase 2 000 anos de tradição,[carece de fontes?] são teocêntricos.


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons

Referências

  1. [1]
  2. [2]
  3. [3] General Instruction of the Roman Missal, 298
  4. [4] General Instruction of the Roman Missal, 303


Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.