MRNA-1273

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Frasco da vacina
Anthony Fauci, Diretor do Instituto de Alergias dos EU, recebe a vacina em 22 de dezembro

A mRNA-1273 - ou simplesmente Vacina Contra COVID-19 da Moderna - é uma vacina anti-covid-19 desenvolvida pela Moderna Therapeutics.

Ela é baseada na tecnologia mRNA (RNA mensageiro) e foi a segunda a ser aprovada nos Estados Unidos para uso emergencial.[1][2]

Para a imunização, é necessária a aplicação de duas doses. O resultado de estudos preliminares na Fase III dos testes indicou uma eficiência duradoura, ficando em torno de 93% após a segunda dose.[3]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2020, a Moderna anunciou o desenvolvimento de uma vacina para prevenir a covid-19, tendo as primeiras doses do produto sido enviadas para o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID) e para o Instituto Nacional de Saúde (NIH) em fevereiro para serem analisadas.[4]

O estudo da Fase I iniciou em março e foi feito em parceria com o NIAID, prevendo a vacinação de 45 adultos saudáveis.[5][6]

Em maio começou a Fase II dos testes, com a vacinação de 600 adultos saudáveis, divididos em dois grupos: de 18 a 55 anos e acima de 55 anos.[7][6]

Os estudos da Fase III incluíram 30 mil voluntários, parte dos quais eram do "grupo do placebo" para fins comparativos.[6]

Em agosto, a empresa fechou um acordo com o governo dos Estados Unidos para o fornecimento de 100 milhões de doses do imunizante.[8] Posteriormente países como o Reino Unido, Cingapura e Canadá também fecharam contratos com a empresa.

80 milhões vacinas (160 milhões de doses) também foram encomendadas pela União Europeia em dezembro de 2020.[9]

Eficácia inicial[editar | editar código-fonte]

Em 30 de novembro a Moderna anunciou que a eficácia da vacina era de 94,1%. A empresa também anunciou que o imunizante havia prevenido 100% os casos de covid-19 grave.[6][10]

Em dezembro, no entanto, um estudo do New England Journal of Medicine (NEJM) indicou que os anticorpos poderiam decair com o passar do tempo, o que foi considerado normal.[11]

Posologia e forma de aplicação[editar | editar código-fonte]

São necessárias duas doses de 0,5 ml cada, com intervalo de 30 dias. A aplicação é intramuscular.[12][1]

Armazenamento da vacina requer refrigeração

Armazenamento[editar | editar código-fonte]

Devido à sua tecnologia, o imunizante precisa ficar estocado em geladeiras que mantenham temperaturas de -25º a -15ºC. Por até 30 dias a vacina pode ficar armazenada entre 2°e 8°C e por até 24 horas entre 8° e 25°C.[12][1]

Ela não pode ser recongelada.

Reações adversas e contraindicações[editar | editar código-fonte]

As reações adversas mais comuns nos testes incluíram dor no local da aplicação, fadiga, mialgia, dor de cabeça e eritema/vermelhidão no local da injeção.[6]

A vacina não pode ser aplicada em quem tem histórico de reações alérgicas graves ou em imunodeprimidos.[12][1][13]

Autorização para uso emergencial[editar | editar código-fonte]

No dia 18 de dezembro de 2020, a mRNA-1273 foi a segunda vacina a ser aprovada nos Estados Unidos para uso emergencial.[1][14]

Já o Canadá autorizou o uso do imunizante no dia 23 de dezembro.[15]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e Commissioner, Office of the (21 de dezembro de 2020). «Moderna COVID-19 Vaccine». FDA (em inglês). Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  2. «Estados Unidos autorizam início do uso emergencial da vacina da Moderna». CNN Brasil. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  3. «Moderna says Covid vaccine durable for at least six months». France 24. Agence France-Presse. 5 de agosto de 2021. Consultado em 4 de setembro de 2021 
  4. «Moderna Ships mRNA Vaccine Against Novel Coronavirus (mRNA-1273) for Phase 1 Study | Moderna, Inc.». investors.modernatx.com (em inglês). Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  5. «Moderna Announces First Participant Dosed in NIH-led Phase 1 Study of mRNA Vaccine (mRNA-1273) Against Novel Coronavirus | Moderna, Inc.». investors.modernatx.com (em inglês). Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  6. a b c d e «Moderna Announces Primary Efficacy Analysis in Phase 3 COVE Study for Its COVID-19 Vaccine Candidate and Filing Today with U.S. FDA for Emergency Use Authorization | Moderna, Inc.». investors.modernatx.com (em inglês). Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  7. «Moderna Completes Enrollment of Phase 2 Study of its mRNA Vaccine Against COVID-19 (mRNA-1273) | Moderna, Inc.». investors.modernatx.com (em inglês). Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  8. «Moderna Announces Supply Agreement with U.S. Government for Initial 100 Million Doses of mRNA Vaccine Against COVID-19 (mRNA-1273) | Moderna, Inc.». investors.modernatx.com (em inglês). Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  9. «European Commission Exercises Option for Additional 80 Million Doses of Moderna's COVID-19 Vaccine Candidate | Moderna, Inc.». investors.modernatx.com (em inglês). Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  10. «Moderna confirma que vacina tem 94% de eficácia e pede autorização nos EUA». noticias.uol.com.br. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  11. «Anticorpos de vacina da Moderna contra covid-19 podem não ser duradouros». Exame. 23 de dezembro de 2020. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  12. a b c «Fact Sheet For Healthcare Providers Administering Vaccine (Vaccination Providers)». FDA. 18 de dezembro de 2020. Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  13. «Médico tem reação alérgica grave à vacina da Moderna contra Covid-19». CNN Brasil. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  14. «Emergency Use Authorization (EUA) | Moderna COVID-19 Vaccine». https://www.modernatx.com/ (em inglês). Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  15. «Health Canada Authorizes Moderna COVID-19 Vaccine in Canada | Moderna, Inc.». investors.modernatx.com (em inglês). Consultado em 27 de dezembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]