MT-060

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A entrada da rodovia transpantaneira no município de Poconé.

A MT-060, também conhecida como a rodovia Transpantaneira, liga a cidade de Poconé até a localidade de Porto Jofre, na beira do Rio Cuiabá, na divisa dos estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul.

É considerada um atrativo turístico da região Centro-Oeste do Brasil. Possui quase 150 quilômetros de extensão.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A rodovia foi construida para atravessar o Pantanal. No plano original, a rodovia deveria sair de Poconé, Mato Grosso, e chegar a cidade de Corumbá, Mato Grosso do Sul, fronteira com a Bolívia.

Na construção da estrada, foram verificados muitos problemas, tais como muitas áreas alagadas e rios a atravessar, sendo feitas pontes de madeira, em sua maioria, para passar por essas áres, que mesmo assim, em certas épocas do ano -na época das chuvas - certos trechos da rodovia ficam interditados, ou precariamente abertos somente a veículos apropriados.

Ao chegar ao Rio Cuiabá foi verificado que não seria possível atravessar sem que fosse construída uma grande ponte, fazendo com que o projeto fosse terminado nesse ponto, que hoje é conhecido como Porto Jofre.

Cogitou-se a retomada da conclusão da Transpantaneira por causa da proximidade de eventos importantes como a Copa do Mundo de 2014 e Olimpiadas de 2016, ambos realizadas em território brasileiro.[2]

Entre 2015 e 2017, foram construídas 31 pontes na rodovia.[3]

Características[editar | editar código-fonte]

A rodovia apresenta 147 km de extensão.

Pavimentação[editar | editar código-fonte]

A rodovia é toda de terra, em certas épocas do ano fica intransitável por ficar alagada.

Pontes[editar | editar código-fonte]

A vista de uma das pontes para a área alagada abaixo.

No total a rodovia apresenta 120 pontes, sendo 118 de madeira.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

  • A rodovia não possui postos de abastecimento;
  • A estrada passa por muitas fazendas e pousadas rurais;
  • Por cruzar o Pantanal, muitas espécies de animais cruzam a pista com frequência.

Referências

  1. «MT-060- Um passeio pela Transpantaneira». Revista In Foco. Consultado em 28 de novembro de 2019 
  2. Transpantaneira: Ruiter busca apoio de Silval Barbosa em Cuiabá - Prefeitura de Corumbá[ligação inativa]
  3. «Governo constrói pontes na Transpantaneira e melhora acesso ao Pantanal». www.sinfra.mt.gov.br. 19 de junho de 2019. Consultado em 28 de novembro de 2019