Manufatura auxiliada por computador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Computer Aided Manufacturing (CAM), ou Manufatura Auxiliada por Computador contrapondo-se ao CAD, o CAM está no processo de produção. Qualquer processo auxiliado por microcontrolador ou controlador numérico pode ser considerado um CNC, como os tornos com CNC, mas em alguns segmentos o refinamento que o auxílio computacional traz é sem par, como no caso do vestuário, onde o CAM agrega o melhor da sala de corte numa única máquina, onde a mesa é por sucção, compactando os enfestos, e a cabeça de corte do CAM faz o trabalho da máquina de faca vertical e furadeira de marcação. Sendo que para compactação se faz necessário papel perfurado sobre o enfesto para que o sistema de sucção não seja sobrecarregado. O caminho da faca sobre o enfesto pode ser programado(para que tenhamos um tempo de corte menor ou algum cuidado especifico com o modelo), assim como a quantidade de afiamentos que a faca sofrerá neste percurso.[1][2][3][4][5]

Os sistemas CAM trabalham tendo como base modelos matemáticos provenientes do sistema CAD. Através desses modelos os sistemas geram um arquivo de caminho de ferramenta que através do pós-processador (software que gera o programa do comando específico da máquina). Através dos sistemas de CAM é possível transferir todas as coordenadas para que as máquinas (CNC, Comando-Numérico-Computadorizado) efetuem as usinagens da peça. Quanto maior a precisão do desenho gerado no CAD, maior será a precisão dos caminhos de ferramenta gerados pelo CAM e consequentemente uma peça de maior qualidade.

Origens[editar | editar código-fonte]

O CAM tem como antepassados as máquinas de produção automáticas dos anos 50, nos Estados Unidos da América, com partes móveis controladas por "cames", peças de geometria complexa. A produção de novos produtos implicava a "reprogramação" dos "cames", operação que era muito demorada e onerosa, sendo de difícil afinação. Posteriormente, os "cames" viriam a ser substituídos por controladores e motores de passo, que dariam lugar aos controladores numéricos e posteriormente ao CAM (Computer-Aided Manufacturing), a Manufatura Assistida por Computador.

Referências

  1. U.S. Congress, Office of Technology Assessment (1984). Computerized manufacturing automation DIANE Publishing [S.l.] p. 48. ISBN 978-1-4289-2364-5. 
  2. Hosking, Dian Marie; Anderson, Neil (1992), Organizational change and innovation, Taylor & Francis, p. 240, ISBN 978-0-415-06314-2, https://books.google.com/books?id=TbwOAAAAQAAJ&pg=PA240 
  3. Daintith, John (2004). A dictionary of computing 5 ed. Oxford University Press [S.l.] p. 102. ISBN 978-0-19-860877-6. 
  4. Kreith, Frank (1998). The CRC handbook of mechanical engineering CRC Press [S.l.] p. 15-1. ISBN 978-0-8493-9418-8. 
  5. Matthews, Clifford (2005). Aeronautical engineer's data book 2nd ed. Butterworth-Heinemann [S.l.] p. 229. ISBN 978-0-7506-5125-7. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.